quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Pr. Darkson Lira morre durante assalto em Fortaleza

O pastor evangélico fundador da igreja Batista Vale da Benção foi morto durante um assalto na Avenida Heráclito Graça, no Centro de Fortaleza. O crime ocorreu por volta da 1h da madrugada, nestaquarta-feira (25). Os suspeitos do crime foram presos na Meton de Alencar com General Sampaio, na Praça da Bandeira. 
Francisco Darkson da Silva Lira teria saído de uma igreja no Centro e ia para a própria residência, localizada na Maraponga. Mas foi abordado por dois homens armados a faca que anunciaram o assalto. O religioso não forneceu os pertences e foi atacado. De acordo com a Polícia, foram 15 perfurações a faca. 
Os suspeitos fugiram no carro da vítima. Por volta das 2h30min da madrugada a dupla foi perseguida e colidiu o veículo em um poste na Rua Meton de Alencar com General Sampaio, na praça da Brandeira. Ambos foram detidos e encaminhados ao 34º DP (Centro). A arma do crime foi apreendida. 
De acordo com amigos da vítima, pastor Darkson é o fundador da Igreja Vale da Benção desde o ano de 1982. Ele também possuía um programa de rádio e era conhecido internacionalmente pelo seu trabalho como religioso.
 
Fonte: Diário do Nordeste 

Sucessão de David Miranda na Deus é Amor poderá causar divisão na igreja, diz pesquisador

Sucessão de David Miranda na Deus é Amor poderá causar divisão na igreja, diz pesquisador
Pastor David Miranda Filho
A sucessão do missionário David Miranda à frente da Igreja Pentecostal Deus é Amor deverá ser definida em breve, e o filho mais velho do falecido líder deverá ser o escolhido.
Miranda faleceu no último sábado, 21 de fevereiro, aos 79 anos, vítima de um infarto fulminante. Em seu velório – que se estendeu até esta terça-feira – milhares de fiéis compareceram à Sede Mundial da denominação para prestar suas homenagens.
Para o pesquisador Johnny Bernardo, colunista do Gospel+, o falecimento de David Miranda deverá proporcionar uma mudança nas características da denominação, que foi conduzida, desde sua fundação, em uma doutrina ultraconservadora pelo missionário.
“Nos próximos anos a denominação fundada em um pequeno salão da Vila Maria, em 1962, e que hoje possui 11 mil filiais e quase um milhão de membros no Brasil, assumirá uma nova configuração. É uma tendência natural, comum após o falecimento de um fundador. As Assembleias de Deus passaram por algo semelhante após a morte de Daniel Berg, em 1963”, escreveu Bernardo.
A hipótese de que, o hoje pastor David Miranda Filho seja o substituto de seu pai na presidência mundial da Deus é Amor é vista como natural, embora existam candidatos ao cargo na direção da denominação.
No entanto, Bernardo aponta que mesmo o nome mais forte dentre os auxiliares do missionário David Miranda não teria apoio político suficiente para vencer a influência da família do fundador da denominação.
“A discussão gira em torno do sucessor de David Miranda. Apesar de possuir grande influência e liderança, o Pr. Lourival de Almeida dificilmente conseguirá romper o núcleo duro da família Miranda. Com 53 anos de história, a Igreja Pentecostal Deus é Amor sempre foi liderada por membros da família Miranda, um dos motivos pelos os quais a denominação tem enfrentado resistências e deserções. O mais provável é que David Miranda Filho será o próximo presidente mundial da IPDA”, analisou o pesquisador.
Segundo Bernardo, David Miranda Filho permitiria à denominação uma flexibilidade maior em suas doutrinas e eventualmente no relacionamento com as demais denominações pentecostais: “Com perfil mais liberal, o novo presidente poderá ser um fator determinante na abertura da denominação. Diferente de seu pai, David Miranda Filho é um entusiasta das redes sociais e tem sido visto em reuniões informais, de forma descontraída e cercado por amigos. Não é o perfil desejável por parte do colegiado de obreiros, mas tende a assumir a presidência. A primeira eleição para a presidência poderá ser marcada por uma forte disputa e possíveis deserções”, antecipou.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Morre o missionário David Miranda, fundador da Igreja Pentecostal Deus é Amor

Morre o missionário David Miranda, fundador da Igreja Pentecostal Deus é Amor
O missionário David Miranda, 79 anos, faleceu na noite de ontem em São Paulo, vítima de um infarto.
Fundador da Igreja Pentecostal Deus é Amor, David Martins Miranda era conhecido por sua maneira peculiar de pregar e pela defesa constante das doutrinas ultraconservadoras que são ensinadas na denominação.
A informação da morte de David Miranda foi divulgada pela rede de rádios da Deus é Amor, e confirmada pela filha do missionário, Débora Miranda, em sua página no Facebook. “Um homem guerreiro, lutador, foi recolhido ao paraíso de Deus. Descansa no Senhor. Meu paizinho, te amarei para sempre”, escreveu.
Curiosamente, David Miranda era um crítico do uso das redes sociais, e chegou a dizer aos fiéis de sua denominação, durante uma pregação transmitida para países da América Latina que o “Twitter e o Facebook são do diabo”.
Há pouco mais de um ano, Miranda usou um tom de ameaça para falar com os fiéis que estavam abandonando a Igreja Deus é Amor: “Eu quero falar, para aqueles irmãos e irmãs que eram da Igreja Deus é Amor, e aceitaram Jesus, o divino Espírito Santo está me revelando: vocês que foram para outra igreja, estão doentes, enfermos… Vocês vão morrer. Prepara para encontrar com a morte. Quem está dizendo é o Espírito Santo, porque você prometeu que nunca deixaria a Igreja Deus é Amor. A Bíblia diz que é melhor não prometer, do que prometermos e não cumprirmos”, disse o líder pentecostal.
A Igreja Pentecostal Deus é Amor foi fundada em junho de 1962, e atualmente possui mais de onze mil templos espalhados pelo Brasil e outros 136 países. Sua Sede Mundial, no bairro do Glicério, em São Paulo, foi inaugurada em 2004, com capacidade para 60 mil pessoas.
O velório de David Miranda está sendo realizado no templo, desde as 08h00 da manhã deste domingo, 22 de fevereiro, de acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Anticristo? Bill Gates diz que mundo precisa de um governo único para acabar com a pobreza

Anticristo? Bill Gates diz que mundo precisa de um governo único para acabar com a pobreza
O filantropo multibilionário Bill Gates, fundador da Microsoft, afirmou que a única forma de atacar as mazelas do planeta de forma eficaz é estabelecer um governo mundial.
Gates listou os pífios avanços no combate ao aquecimento global e degradação do meio ambiente como um dos motivos que justificariam um governo único em todo o mundo, além de citar os problemas relacionados à fome e a miséria que não são solucionados.
“Você pode rir, mas é realmente triste ver como é executada a Conferência de Copenhague (sobre mudanças climáticas), como o sistema das Nações Unidas tem falhado, é triste”, disse Gates, em entrevista ao Süddeutsche Zeitung.
Para o homem mais rico do mundo – com fortuna estimada em US$ 80 bilhões – se forem levados em consideração todos os problemas mais urgentes do mundo, é “muito necessário” que se adote um governo único mundial.
Atualmente, existem entidades regionais, como por exemplo a União Europeia, Mercosul e União Africana, que atuam em seus respectivos continentes regulamentando ações conjuntas entre países, mas sem poder de interferência direta nas decisões soberanas de seus membros.
Bill Gates afirma que a entidade que deveria atuar de forma mais objetiva em relação a essas questões é a Organização das Nações Unidas: “A ONU foi criada especialmente para a segurança do mundo. Estamos prontos para a guerra, porque tomamos todas as precauções. Nós temos a OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), temos divisões, jipes, pessoas treinadas. Mas e as doenças? Quantos médicos têm, quantos aviões ou tendas de campanha temos? Que tipo de cientistas temos? Não existe tal coisa como um governo mundial, que poderia ser melhor para estar melhor preparado“, disse.
As ideias de Bill Gates, embora apresentadas com um propósito nobre, se assemelham muito ao que a Bíblia prevê que acontecerá durante a Grande Tribulação, quando um governante único regerá o mundo, solucionando problemas mais graves de fome, emprego, saúde e segurança, ao custo da negação a Cristo.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Maior líder muçulmano da Arábia Saudita pede a destruição de todas as igrejas cristãs

Perseguição aos cristãos no Oriente Médio pode resultar em conflito global
O sheik Abdul Aziz bin Abdullah, o grão-mufti da Arábia Saudita, maior líder religioso do país onde Maomé nasceu, declarou que é “necessário destruir todas as igrejas da região.”
Tal comentário do líder muçulmano foi uma resposta ao questionamento de uma delegação do Kuwait, onde um membro do parlamento recentemente também pediu que igrejas cristãs fossem “removidas” do país.
O grão-mufti salientou que o Kuwait era parte da Península Arábica, e por isso seria necessário destruir todas as igrejas cristãs de lá.
“Como acontece com muitos muftis antes dele, o sheik baseou sua fala na famosa tradição, ou hadith, que o profeta do Islã teria declarou em seu leito de morte: ‘Não pode haver duas religiões na Península [árabe]’. Isso que sempre foi interpretado que somente o Islã pode ser praticado na região”, explicou Raymond Ibrahim, especialista em questões islâmicas.
A importância dessa declaração não deve ser subestimada, enfatiza Ibrahim: “O sheik Abdul Aziz bin Abdullah não é um líder muçulmano qualquer que odeia as igrejas. Ele é o grão-mufti da nação que levou o Islã para o mundo. Além disso, ele é o presidente do Conselho Supremo dos Ulemás  [estudiosos islâmicos] e presidente do Comitê Permanente para a Investigação Científica e Emissão de Fatwas.  Quando se trata do que o Islã prega, suas palavras são imensamente importantes “.
No Oriente Médio, os cristãos já estão enfrentando perseguição maior, incluindo a morte, nos  últimos meses. Especialmente nos países onde as facções militares islâmicas têm aproveitado o vácuo de poder criado pelas revoluções da chamada “Primavera árabe”, como Egito, Líbia e Tunísia, Jordânia, Marrocos, Síria e Iêmen.
Os cristãos coptas, por exemplo, que vivem no Egito há milênios estão relatando níveis mais elevados de perseguição de muçulmanos. No Norte de África, os muçulmanos prometeram erradicar o cristianismo em alguns países, como a Nigéria. No Iraque, onde os cristãos tinham algumas vantagens durante o governo de forte Saddam Hussein, populações cristãs inteiras fugiram. O Irã também tem prendido crentes e fechado igrejas mais do que de costume.
Ibrahim escreveu ainda em sua coluna: “Considerando a histeria que aflige o Ocidente sempre que um indivíduo ofende o Islã, por exemplo, uma pastor desconhecido qualquer,  imagine o que aconteceria se um equivalente cristão do grão-mufti, digamos o papa, declarasse que todas as mesquitas da Itália devem ser destruídas, imaginem o frenesi da mídia ocidental. Imediatamente todos os veículos gritariam insistentemente  “intolerância” e “islamofobia”, exigiriam desculpas formais e apelariam para uma reação dos políticos”.
O estudioso acredita que uma onda de perseguição sem precedentes está prestes a ser iniciada na região, que ainda testemunha Israel e Irã viverem ameaçando constantemente fazerem ataques. O resultado disso pode ser um conflito de  proporções globais.  Traduzido e adaptado de Arabian Business e WND. via gospelprime.com

Pastor diz que a teologia da prosperidade é heresia pregada por falsos profetas

Pastor diz que a teologia da prosperidade é heresia pregada por falsos profetas
A teologia da prosperidade é uma das vertentes mais influentes no neopentecostalismo e uma das linhas de pensamento mais criticadas pelos cristãos do protestantismo tradicional, por mudar o foco da mensagem do Evangelho, que propõe mudança de caráter, para uma mudança de vida ligada à aquisição de bens materiais.
O pastor e apologista Justin Peters afirmou que a teologia da prosperidade é pregada por falsos profetas: “Benny Hinn, Kenneth Copeland, Joel Osteen, Myles Munroe, Joyce Meyer e outros são todos falsos profetas. O que eles ensinam não é o Evangelho pregado por nosso Senhor Jesus Cristo, mas um ensino que não tem nenhuma base bíblica”, afirmou, elencando os mais conhecidos norte-americanos adeptos dessa vertente.
A declaração de Justin foi feita durante o 2º Encontro Apologético Internacional da Paraíba, realizado pela Igreja Assembleia de Deus Ministério Missão em Campina Grande. No Brasil, os principais nomes pregadores da teologia da prosperidade são o bispo Edir Macedo, o pastor Silas Malafaia, os apóstolos Valdemiro Santiago, Renê Terra Nova e Estevam Hernandes.
Segundo Justin Peters, o ensino de que a prosperidade seria uma manifestação do Evangelho é baseado em uma interpretação equivocada da narrativa bíblica: “Eles [pregadores da ‘teologia da prosperidade’] ensinam que, se fomos criados à imagem e semelhança de Deus, nós também somos deuses, ou temos uma natureza divina. Mas isso não é verdade. Por várias vezes nas Escrituras, vemos Deus sendo enfático ao dizer que é o único Deus, o único Senhor, e que o homem não é igual a Ele. Pensar que temos uma natureza divina é uma blasfêmia”, frisou.
De acordo com informações do site Gospel Prime, Justin Peters também exibiu um vídeo com trechos de pregações em que os principais pregadores da teologia da prosperidade referem-se aos humanos como seres divinos.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

Assembleia de Deus mobiliza 40 mil pastores na coleta de assinaturas para fundar seu partido

Assembleia de Deus mobiliza 40 mil pastores na coleta de assinaturas para fundar seu partido
O plano da Assembleia de Deus de criar um partido político que reúna todos os fiéis que atuam nos poderes Legislativo e Executivo está sendo posto em prática com a ajuda de um exército de pastores e obreiros.
A Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) mobilizou, através dos ministérios filiados, um contingente de mais de 40 mil pastores, recolhendo assinaturas de fiéis em aproximadamente 100 mil locais de culto em todo o país.
A CGADB assumiu o projeto de criação do Partido Republicano Cristão (PRC) como forma de dar legitimidade à sigla, congregando as diversas correntes políticas da denominação, e pôs o plano em prática a partir da última eleição. A eventual legenda já conta com um siteonde apresenta suas aspirações.
“Existe um pensamento em nos concentrarmos em um único partido, para que a nossa ação seja mais direcionada e eficaz. Como a lei eleitoral cria restrições para a migração de partido, as assinaturas para se criar uma nova sigla estão sendo providenciadas”, disse o pastor Lélis Marinho, responsável pela coleta de assinaturas, de acordo com informações do jornal Valor Econômico.
Dentre os pastores assembleianos com mandatos parlamentares a nível federal estão Marco Feliciano (PSC-SP), Eurico da Silva (PSB-PE), Silas Câmara (PSD-AM), Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ), Paulo Freire (PR-SP) – filho do presidente da CGADB, pastor José Wellington Bezerra da Costa -, entre outros.
Com 18 milhões de fiéis, os diferentes ministérios da Assembleia de Deus formariam uma força política significativa se o projeto do PRC for levado adiante.
A denominação vem avançando em um projeto de solidificação entre os evangélicos, e tem posto em prática ações de exploração do potencial econômico que esses fiéis representam.
No começo deste ano, foi anunciado o lançamento da primeira operadora de celular do país ligada à Assembleia de Deus. A Alô Serviços vai operar na rede da Vivo e oferecer planos de telefonia aos membros da igreja.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

Pastor Franklin Graham lamenta morte dos 21 cristãos e diz que Estado Islâmico se curvará a Jesus

Pastor Franklin Graham lamenta morte dos 21 cristãos e diz que Estado Islâmico se curvará a Jesus
As barbáries promovidas pelo Estado Islâmico e as ameaças de perseguir e matar cristãos em todo o mundo tem atraído as atenções de autoridades, jornalistas e lideranças religiosas, que repudiam a violência e tentam encontrar meios de reagir.
O pastor Franklin Graham, filho do evangelista Billy Graham, usou sua página no Facebook para lamentar a postura dos líderes muçulmanos, que ficaram em silêncio sobre a decapitação dos 21 cristãos coptas egípcios.
“A tempestade está vindo”, disse Graham, fazendo referência ao aviso do Estado Islâmico sobre a perseguição. “Você pode imaginar o clamor se 21 muçulmanos fossem degolados por cristãos? Onde está a condenação universal por líderes muçulmanos de todo o mundo?”, questionou.
Para o pastor, “é melhor tomar a sério esse aviso de que esses atos de terror irão se espalhar por toda a Europa e os Estados Unidos. Se isso lhe diz respeito, como diz a mim, compartilhe isso”, escreveu.
Segundo Franklin Graham, a violência do extremismo muçulmano não deveria causar espanto: “O mal do Estado Islâmico realmente não deveria chocar-nos, pois está totalmente de acordo com sua agenda de apressar um apocalipse final”.
A referência às revelações de João no Apocalipse não parou nisso, e o pastor disse que uma “batalha final” acontecerá e marcará a “derrota de Satanás e todos os aliados dele”, e acrescentou: “Uma coisa é certa – um dia todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai”.
O assassinato dos 21 cristãos egípcios gerou comoção e provocou reações, com as Forças Armadas do Egito bombardeando as instalações do Estado Islâmico na Líbia, em parceria com os militares do país vizinho.
A Itália, que fica ao norte da Líbia, também se manifestou e propôs liderar uma coalizão internacional contra os terroristas. O Exército do país já reuniu tropas para enviar ao território líbio.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Presidente da Câmara pede volta de projeto que cria dia do orgulho hétero

cunha99
Márcio Falcão, na Folha de S.Paulo
O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pediu para que voltem às comissões da Casa dois projetos de sua autoria: o que cria o Dia do Orgulho Heterossexual e o que criminaliza o preconceito contra heterossexuais.
Pela proposta, o “Dia do Orgulho Hetero” seria comemorado no terceiro domingo de dezembro. Ao apresentar o projeto em 2011, Cunha justificou que a proposta “visa a resguardar direitos e garantias aos heterossexuais de se manifestarem e terem a prerrogativa de se orgulharem do mesmo e não serem discriminados por isso”.
Segundo o peemedebista, “no momento em que se discute preconceito contra homossexuais, acabam criando outro tipo de discriminação contra os heterossexuais e, além disso, o estímulo da ‘ideologia gay’ supera todo e qualquer combate ao preconceito”.
Outro projeto de Cunha estabelece que as medidas e políticas antidiscriminatórias atentem para a questão dos heteros. A proposta prevê, entre outras medidas, que o governo punirá os estabelecimentos comerciais e industriais e demais entidades que, por atos de seus proprietários ou prepostos, discriminem pessoas em função de sua heterossexualidade ou contra elas adotem atos de coação ou violência.
O projeto fixa ainda que os crimes resultantes de discriminação contra heterossexuais serão punidos na forma da lei. O projeto também estabelece que impedir, recusar ou proibir o ingresso ou a permanência em qualquer ambiente ou estabelecimento público ou privado, aberto ao público, será punido com pena de reclusão de um a três anos.
PACOTE CONSERVADOR
A ofensiva da bancada evangélica também conseguiu retomar a tramitação de outra proposta polêmica que pode dificultar a realização do aborto previsto em lei e que cria uma espécie de “bolsa” para a mulher vítima de estupro que mantiver a gestação.
Apelidado de “Estatuto do Nascituro”, o texto estabelece que devem ser reconhecidos, desde a concepção, “todos os direitos do nascituro, em especial o direito à vida, à saúde, ao desenvolvimento e à integridade física e os demais direitos da personalidade”.
Apesar de não alterar o Código Penal para excluir da lei o aborto já permitido no país –em caso de estupro, risco de vida para a mãe ou de fetos com anencefalia–, o projeto abre brecha para que a interrupção da gestação nesses casos seja dificultada ou proibida no futuro, avaliam alguns parlamentares.
Cunha ainda liberou a retomada da discussão de um projeto, também patrocinado pela bancada evangélica, que define família apenas como união entre homem e mulher e que, na prática, pode proibir a adoção de crianças por casais homossexuais.
A comissão especial acelera a tramitação do projeto, que é intitulado de Estatuto da Família. Ele terá votação final nessa comissão, sem precisar passar por análise de outros quatro colegiados.
Essa proposta começou a ganhar força em 2014, mas acabou travada por manobras regimentais do PT. O partido é contra vários pontos da proposta. Ele ainda dificultaria o cumprimento de uma das promessas de campanha da presidente Dilma Rousseff de apoiar a criminalização da homofobia.
A bancada evangélica, com 80 deputados, articula indicações dos partidos para dominar a formação da comissão.

Eduardo Cunha retoma projeto que proíbe adoção de crianças por casais gays e recebe elogios

Eduardo Cunha retoma projeto que proíbe adoção de crianças por casais gays e recebe elogios
O deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) decidiu que irá reenviar o projeto de proibição de adoção de crianças por casais homossexuais à pauta da Câmara dos Deputados.
O presidente da Câmara definiu que a discussão sobre o assunto deverá ser feita através de uma Comissão Especial. A proposta conhecida como Estatuto da Família pretende estabelecer legalmente que somente as relações entre homem e mulher e eventuais filhos sejam reconhecidas como família.
De maneira indireta, isso poderia resultar na proibição de adoção de filhos por casais homossexuais. De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, Eduardo Cunha comprou a briga com parlamentares do PT e com ativistas gays, e deverá usar todas as cartas políticas à mão para levar adiante o projeto.
Há poucos dias, Cunha já havia causado furor em feministas ao dizer que, durante seu mandato à frente da Câmara, nenhuma proposta de legalização do aborto seria levada à discussão. A postura foi elogiada por diversos líderes cristãos e também pela jornalista Rachel Scheherazade.
A Comissão Especial goza de um artifício legal que faz com que a tramitação do projeto seja mais ágil, pois a votação definitiva da proposta será feita entre os parlamentares que integrarem o colegiado.
Os integrantes da bancada evangélica já se mobilizam para que apenas parlamentares favoráveis ao projeto sejam nomeados para os cargos chave dessa Comissão Especial.

Estatuto do Nascituro

Apelidado de “bolsa-estupro” por oposicionistas, o projeto do Estatuto do Nascituro prevê auxílio para as mulheres que tenham engravidado em consequência de um abuso sexual. A ideia do projeto é oferecer uma alternativa ao aborto, que nesses casos, é permitido por lei.
O texto do projeto diz que é dever do Estado garantir “todos os direitos do nascituro, em especial o direito à vida, à saúde, ao desenvolvimento e à integridade física e os demais direitos da personalidade”.
Apoiado pelos parlamentares das bancadas evangélica e católica, o projeto havia tido sua tramitação dificultada por apoiadores do aborto, mas agora deverá voltar à discussão pelas mãos do presidente da Câmara.

Elogios

Eduardo Cunha vem sendo elogiado por lideranças cristãs por assumir uma postura franca e objetiva sobre temas polêmicos.
O blogueiro Danilo Fernandes, editor do Genizah, publicou um artigo com observações sobre as primeiras ações do parlamentar à frente da Câmara, e disse que “basta um político cristão em posição de poder para iniciar o combate à iniquidade”.
Fernandes listou as ações de Cunha neste começo de mandato e ponderou sobre questões políticas relevantes que serão alteradas de agora em diante: “Em pouco tempo, o nobre deputado já logrou […] colocar a Dilma e o PT de joelhos, lembrando-lhes que, em um estado democrático de direito, os poderes são independentes e o Legislativo não é lacaio do Executivo; Rasgou um dos principais instrumentos de chantagem e coerção  de parlamentares  – o processo de liberação de emendas ao orçamento -; Está colocando pressão forte na realização da tão necessária reforma política; Anunciou que não deixará passar qualquer tentativa de legalização do aborto; Jogou pá de cal no projeto criminalizando a homofobia (a falsa homofobia); Abriu a CPI do Petrolão; e informou que retoma o projeto de lei que impede casais gays de adotarem crianças”.
Por fim, Fernandes observou que Cunha contará com o apoio dos cristãos que se propõem a protagonizar na sociedade: “Até aqui o tem ajudado o Senhor. Até aqui contará com as orações e o apoio dos crentes verdadeiros que defendem a vida, a família e não fazem pacto com a mentira e a corrupção”.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Consciência Cristã movimenta agenda evangélica durante o carnaval

  
O evento contará com um total de 111 preleções, realizadas durante os 16 eventos paralelos e 10 plenárias.
Consciência Cristã movimenta agenda evangélica durante o carnaval Consciência Cristã movimenta agenda evangélica durante o carnaval
 
Há 17 anos, a cidade de Campina Grande, Paraíba, realiza um dos maiores eventos cristãos na América Latina, a Consciência Cristã. O 17º Encontro para a Consciência Cristã acontecerá de 12 a 17 de fevereiro de 2015, no Complexo do Parque do Povo, em Campina Grande, Paraíba.
 
O evento é realizado pela Visão Nacional para a Consciência Cristã (VINACC), e trata, de forma gratuita, de temas importantes para edificação da Igreja de Cristo, sempre com uma Visão Cristocêntrica, fundamentada nas Escrituras Sagradas.
 
O evento acontece há 17 anos no interior da Paraíba e, na sua primeira edição, o evento teve a duração de apenas quatro dias e contava com apenas dois preletores: Joaquim de Andrade (CREIA/SP) e Jorge Noda (ILEST/PB). O primeiro Encontro para a Consciência Cristã aconteceu no Museu Vivo da Ciência e Tecnologia. Hoje, o Encontro para a Consciência Cristã tem apoio da maioria das igrejas e lideranças evangélicas, tanto tradicionais quanto renovadas e pentecostais.
 
Ao longo desses 17 anos de história, completados em fevereiro de 2015, a Consciência Cristã tem sido um modelo para a igreja evangélica brasileira, no qual muitas pessoas são alcançadas pela Palavra de Deus e, através das inúmeras palestras e seminários oferecidos gratuitamente no evento, têm acesso a uma gama de conhecimentos importantes para o crescimento e fortalecimento espiritual do Corpo de Cristo em todas as áreas da vida cristã.
 
Ano passado, na 16ª edição, o evento teve a importante presença de Paul Washer, um dos maiores pregadores cristãos da atualidade. Além de Washer, outros grandes nomes do estudo da fé cristã já participaram da Consciência Cristã. Nomes como Russell Shedd, Norman Geisler, Augustus Nicodemus, Hernandes Dias Lopes, Ronaldo Lidório, Heber Campos Jr., Jonas Madureira, Solano Portela, Franklin Ferreira, Mauro Meister, Adauto Lourenço, Paulo Cezar – líder do Grupo Logos-, Aurivan Marinho, entre outros.
 
A cada ano o evento tenta melhorar, seja na sua estrutura ou na escolha dos preletores. Para este ano, 26 preletores estarão presentes na Consciência Cristã 2015, dentre os quais algumas novidades que nunca estiveram no encontro como: Josh McDowell, Justin Peters, Paulo Junior, Elias Medeiros, Messias Anacleto, Simone Quaresma, Orebe Quaresma, Fábio Vedoato, Gaspar de Souza e Calvino Rocha.
 
Serão preletores nacionais e internacionais, com uma grande bagagem de conteúdo, que farão preleções em plenárias noturnas e matutinas e em dezenas de eventos paralelos. A parte musical ficará a cargo do Grupo Logos, capitaneado pelo pastor Paulo Cezar. Além deles, também participarão o grupo Embaixadores de Sião, bem como cantores e corais locais.
 
No quesito estrutura, ocorrerá também a 3ª FELICC, Feira do Livro da Consciência Cristã, onde participarão as principais editoras cristãs do país, além da Visão Cristocêntrica Publicações, a VCP, selo editorial do evento. No stand da VCP, os participantes poderão adquirir materiais e pregações dos preletores que fazem parte da Consciência Cristã. A feira contará com grandes títulos e ótimos descontos.
 
O encontro também terá o Restaurante Maná, que pelo segundo ano consecutivo servirá refeições e lanches durante o evento. Desta vez, o local estará ainda mais bem estruturado e pronto para atender os pedidos de todos os participantes.
 
A participação na 17ª Consciência Cristã é gratuita, mas depende de inscrição prévia, que pode ser realizada stand da VINACC no Parque do Povo. A programação completa do evento pode ser www.conscienciacrista.org.br
 
 
Via gospelprime.com.br

Polícia flagra culto secreto e apreende Bíblias

  
Os cultos agora são realizados com disfarces, para impedir que os vizinhos denunciem os religiosos
Polícia flagra culto secreto e apreende Bíblias Polícia flagra culto secreto e apreende Bíblias



Em um pequeno país na Ásia um missionário tem sido vigiado pelo governo. Cristãos de países vizinhos se reúnem com frequência em um apartamento alugado para cultuarem a Deus, mas as reuniões foram denunciadas.
 
Em outubro passado a polícia encontrou 40 pessoas no culto secreto, depois que um membro da comunidade local fez uma reclamação dizendo que eles faziam algo “anti-islâmico”.
 
A polícia chegou e confiscou algumas Bíblias. Antes disso a polícia já havia parado no apartamento após denúncias de que havia drogas nas dependências da igreja. “Quando os policiais chegaram para investigar, nos encontraram no nosso culto e descobriram que éramos uma igreja”, disse o missionário.
 
No dia seguinte o policial voltou ao local para procurar bíblias na língua do país, como não encontrou levou bíblias em outros idiomas e foi embora deixando um bilhete que dizia: “vocês somente podem ter atividades religiosas em particular, não em público”.
 
Esses relatos foram contados pelo missionário local ao ministério Portas Abertas. O nome dele e o nome do país estão sendo preservados para não aumentar a perseguição contra ele e o grupo de cristãos que se reúnem.
 
As reuniões agora precisam acontecer disfarçadamente para evitar que a polícia volte a ser chamada. “Agora, decoramos a sala com acessórios, por exemplo, um bolo de aniversário, para que nosso culto tenha a aparência de uma festa caso alguma autoridade apareça”, relatou o missionário.
 
“Cada passo que dou é observado tanto pelo governo quanto pelos moradores, alguns dos quais estão cada vez mais radicais em sua fé”, preocupa-se ele que não tem medo de morrer pela causa de Cristo.
 
 
Via gospelprime.com.br

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Americano deixa milhões de herança ‘surpresa’ para caridade

 
O americano Ronald Read, que era funcionário
de um posto de gasolina (foto: AP)
Ronald Read foi funcionário de posto de gasolina e zelador.
Ele deixou milhões para hospital e biblioteca da cidade de Brattleboro.
Publicado no G1
A revelação de um testamento de um americano funcionário de um posto de gasolina e zelador que morreu na metade do ano passado aos 92 anos relevou uma doação de milhões de dólares para caridade.
Segundo a agência de notícias Associated Press, que cita seu advogado, Ronald Read vivia uma vida modesta e seus investimentos nunca foram tornados públicos antes da sua morte.
O americano deixou US$ 4,8 milhões para o hospital Brattleboro Memorial e US$ 1,2 milhões para a biblioteca municipal de Brattleboro, em Vermont.
As instituições disseram que são as maiores quantias já recebidas em doação.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Eduardo Cunha, integrante da bancada evangélica, é eleito presidente da Câmara dos Deputados

Eduardo Cunha, integrante da bancada evangélica, é eleito presidente da Câmara dos Deputados
O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), integrante da bancada evangélica, foi eleito presidente da Câmara dos Deputados no domingo, 01 de fevereiro, com 267 votos, vencendo Arlindo Chinaglia (PT-SP), que recebeu 136 votos; Júlio Delgado (PSB-MG), 100 votos; e Chico Alencar (PSOL-RJ), 8 votos.
Cunha recebeu 10 votos a mais que o mínimo necessário para ser eleito em primeiro turno, e sua vitória para presidir a Câmara dos Deputados é considerada pelos analistas políticos uma derrota do governo petista.
O parlamentar foi líder da bancada de seu partido na Câmara e ficou conhecido por endurecer as negociações com os aliados de Dilma Rousseff (PT) durante o último mandato. Agora, à frente da casa, poderá dar ainda mais trabalho à presidente, já que a bancada governista é menor nessa legislatura, apesar de ainda ser maioria.
Como presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha se torna o segundo na linha de sucessão presidencial. Caso Dilma Rousseff renuncie ou seja destituída, e seu vice, Michel Temer (PMDB) não possa ocupar o cargo ou abra ou abra mão, é Cunha quem assume o posto.
Às vésperas da eleição para presidência, Cunha usou uma referência bíblica para ilustrar seu esforço em manter o grupo que o apoiava unido: “Estamos orando, mas vamos vigiar até o último momento”, afirmou, de acordo com informações da Folha de S. Paulo.
As negociações para a eleição da presidência se arrastaram nos últimos meses, porém Cunha – que transita entre governistas e oposicionistas – sempre foi visto como favorito, pois além de contar com os votos de seu partido (a maior bancada na Câmara), contou com os votos antipetistas dos parlamentares do PSDB, Democratas e outros partidos de oposição.
Ao ser eleito, Cunha deu o tom de seu mandato à frente dos 513 deputados federais: “Em nenhum momento falamos que seríamos oposição e não seremos. O governo sempre terá legitimidade, mas houve uma tentativa de ingerência do Poder Executivo e o Parlamento soube reagir. Não temos que fazer disso uma batalha nem qualquer tipo de sequela”, disse, mostrando que não aceitará ordens da presidente Dilma Rousseff.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br