quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Polícia flagra culto secreto e apreende Bíblias

  
Os cultos agora são realizados com disfarces, para impedir que os vizinhos denunciem os religiosos
Polícia flagra culto secreto e apreende Bíblias Polícia flagra culto secreto e apreende Bíblias



Em um pequeno país na Ásia um missionário tem sido vigiado pelo governo. Cristãos de países vizinhos se reúnem com frequência em um apartamento alugado para cultuarem a Deus, mas as reuniões foram denunciadas.
 
Em outubro passado a polícia encontrou 40 pessoas no culto secreto, depois que um membro da comunidade local fez uma reclamação dizendo que eles faziam algo “anti-islâmico”.
 
A polícia chegou e confiscou algumas Bíblias. Antes disso a polícia já havia parado no apartamento após denúncias de que havia drogas nas dependências da igreja. “Quando os policiais chegaram para investigar, nos encontraram no nosso culto e descobriram que éramos uma igreja”, disse o missionário.
 
No dia seguinte o policial voltou ao local para procurar bíblias na língua do país, como não encontrou levou bíblias em outros idiomas e foi embora deixando um bilhete que dizia: “vocês somente podem ter atividades religiosas em particular, não em público”.
 
Esses relatos foram contados pelo missionário local ao ministério Portas Abertas. O nome dele e o nome do país estão sendo preservados para não aumentar a perseguição contra ele e o grupo de cristãos que se reúnem.
 
As reuniões agora precisam acontecer disfarçadamente para evitar que a polícia volte a ser chamada. “Agora, decoramos a sala com acessórios, por exemplo, um bolo de aniversário, para que nosso culto tenha a aparência de uma festa caso alguma autoridade apareça”, relatou o missionário.
 
“Cada passo que dou é observado tanto pelo governo quanto pelos moradores, alguns dos quais estão cada vez mais radicais em sua fé”, preocupa-se ele que não tem medo de morrer pela causa de Cristo.
 
 
Via gospelprime.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário