sábado, 30 de janeiro de 2016

Evangélicos cubanos glorificam a Deus após igreja ser destruída

Evangélicos cubanos glorificam a Deus após igreja ser destruída

Dois mil templos da Assembleia de Deus serão fechados pelo governo cubano

Fonte: Gospel Prime 
Evangélicos cubanos glorificam a Deus após igreja ser destruída

A organização pró-direitos humanosChristian Solidarity Worldwide (CSW) está denunciando que as violações à liberdade de religião em Cuba aumentaram dez vezes em 2015, em comparação ao ano anterior.
relatório da CSW indica que ocorreram 2.300 ataques no ano passado, em comparação aos 220 de 2014. E 2016 já começou dando mostras que isso não deve diminuir.
Em janeiro já foram dois templos demolidos e pelo menos três líderes cristãos foram presos, explica o diretor-executivo da organização, Mervyn Thomas.
O governo de Cuba anunciou que fechará as 2 mil igrejas da Assembleia de Deus, ordenando que encerrem suas atividades ou serão invadidas. Deve ocorrer a demolição de pelo menos uma centena de templos em três províncias.
Outras denominações como metodistas e batistas estão sendo ameaçadas de confisco de suas propriedades. O alerta vem da Martinoticias, organização cristã que opera em solo cubano.
O motivo é a formação da Coalición Apostólica de Cuba, formado pelas igrejas evangélicas que não querem mais se submeter à Oficina de Asuntos Religiosos del Comité Central de Partido Comunista de Cuba, órgão do governo que “coordena” os templos religiosos, interferindo no que pode (ou não) ser pregado.
Uma imagem tem se tornado símbolo dessa nova onda de violência anticristã na ilha comunista. Em um púlpito colocado do lado de fora do templo destruído em 8 de janeiro, o pastor Bernardo de Quesada lidera uma reunião de oração. Vários cristãs se abraçam e depois glorificam a Deus pela perseguição, lembrando de Mateus 5:10-12.
Os membros da igreja Fuego y Dinâmica estavam fazendo seu primeiro culto após a polícia e as autoridades da província de Camagüey fecharam e colocaram abaixo o templo, considerado ilegal pelo regime dos irmãos Castro.
Na ocasião, o pastor e sua esposa Dámaris foram presos e levados para a delegacia. Os cerca de 600 membros da igreja permaneceram em oração até que o casal pastoral foi solto e agora retomam as atividades mesmo sem um templo.
Em meados do ano passado, na época em que os Estados Unidos anunciavam o fim do embargo, os Castro anunciaram uma série de medidas que visava mostrar ao mundo a liberdade de culto na ilha. Acabaram, por exemplo, com a proibição do comércio de Bíblia. Foram 50 anos de regulamentação do Estado.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Faltam 3 minutos para o Apocalipse, dizem cientistas

Simbólico “Relógio do Apocalipse” é adiantado para 23h57. Horário é o mais crítico em mais de 30 anos
Relogio_do_Apocalipse_marca_2357
Cientistas da Bulletin of the Atomic Sciences adiantaram o simbólico “Relógio do Apocalipse” para 23h57. Quanto mais próximo da meia-noite, mais perto estamos da extinção da humanidade. O horário é um dos mais críticos de todos os tempos, igualando 1984, quando se temia uma possível guerra nuclear causada pela Guerra Fria.
Há mais de um motivo para justificar o novo horário, mas a manutenção e a produção de armas nucleares ainda é o fator mais propício a nos levar ao fim definitivo.
O boletim aponta que, apesar de o Ocidente dar atenção apenas às movimentações nucleares da Coréia do Norte e do Irã, outras 20 nações possuem capacidade, ou intenção, de construir material bélico nuclear. Até o Brasil, suspeito de tentar elaborar uma arma nuclear em 2010, é citado na avaliação. “Enquanto armas nucleares forem tratadas como formas legítimas de segurança nacional, toda a humanidade permanecerá sob o risco da tecnologia mais perigosa que existe na face da Terra”, diagnostica o órgão.
Apesar de países emergentes no ramo nuclear serem uma preocupação, o comunicado também mira em velhos conhecidos. Rússia, Estados Unidos, França, e Reino Unido continuam a modernizar seus arsenais nucleares, mesmo sem qualquer justificativa. Além disso, esses países apresentam novas formas de tecnologia para fins militares, principalmente de espionagem.
Outro risco apontado pelo Bulletin são as mudanças climáticas. O órgão alerta sobre o clima desde 2007 (quando o relógio batia a sete minutos para meia noite), mas acredita que os esforços de líderes mundiais foram ineficazes desde então. “Tudo o que foi feito até agora se mostrou insuficiente para frear o aquecimento global”, diz o novo manifesto. Na última semana, pesquisadores da Nasa e Noaa (a agência americana de oceanos e atmosfera) afirmaram que 2015 foi o ano mais quente da história – e a previsão é que 2016 seja ainda mais quente.
O “Relógio do Apocalipse” foi idealizado em 1947 como um símbolo para alertar a sociedade sobre uma possível catástrofe nuclear. Naquela época, com o mundo recém-saído da Segunda Guerra e dois anos após os bombardeios nucleares contra Hiroshima e Nagazaki, o relógio marcava sete minutos para a meia-noite. Até hoje, foram 22 ajustes.  O horário 23h57 já havia sido marcado em 1949, quando a URSS testou sua primeira bomba atômica. Em 1953, quando Estados Unidos e União Soviética fizeram os primeiros testes com bombas de hidrogênio, o relógio chegou a 23h58, o mais tarde que já foi registrado. Com o fim da Guerra Fria, o relógio se distanciou da meia-noite, adiantando-se para 23:43 em 1991. Mas, de lá para cá, com a disseminação de arsenais nucleares por países cada vez menos confiáveis e o aprofundamento das mudanças climáticas, ele só andou para frente.
Por Marcos Candido, na Superinteressante / pavablog

Brasil tem 21 cidades em ranking das 50 mais violentas do mundo

Brasil tem 21 cidades em ranking das 50 mais violentas do mundo

ONG faz cálculo com base em dados de taxas de homicídio em 2015

Por cpadnews / Fonte: G1 

Brasil tem 21 cidades em ranking das 50 mais violentas do mundo

O Brasil é o país com o maior número de cidades entre as mais violentas do mundo em 2015, de acordo com um ranking internacional publicado nesta segunda-feira (25) por uma ONG mexicana. Das 50 cidades com maior taxa de homicídios por 100 mil habitantes em 2015, 21 são brasileiras.
A lista, divulgada anualmente pelo Conselho Cidadão para a Segurança Pública e a Justiça Penal, leva em conta o número de homicídios por 100 mil habitantes e inclui apenas cidades com 300 mil habitantes ou mais. Foram excluídos países que vivem “conflitos bélicos abertos”, como Síria e Iraque.
Apesar de o Brasil ser o país com mais representantes, o maior índice de violência foi detectado nas cidades da Venezuela. A taxa média brasileira foi de 45,5 homicídios por 100 mil habitantes e a venezuelana, de 74,65. Caracas, capital do país, lidera o ranking geral, com 119,87 homicídios dolosos para cada 100 mil habitantes.
Primeiro lugar por 4 anos seguidos, San Pedro Sula, em Honduras, conseguiu reduzir o número de homicídios e passou para o segundo lugar. San Salvador, capital de El Salvador, ficou em terceiro.
As mais violentas do Brasil
Das cidades brasileiras, a primeira a aparecer é Fortaleza, em 12º lugar. Em seguida vem Natal, em 13º, Salvador e região metropolitana, em 14º, e João Pessoa (conurbação), em 16º.
Belo Horizonte, que figurava na lista do ano anterior, desta vez não apareceu. O contrário aconteceu com 3 cidades brasileiras, que estavam fora da lista de 2014, mas entraram na de 2015:  Feira de Santana (27º), Vitória da Conquista (36º) e Campos dos Goytacazes (39º).
Também aparecem Maceió (18º lugar), São Luís (21º), Cuiabá (22º), Manaus (23º), Belém (26º), Goiânia e Aparecida de Goiânia (29º), Teresina (30º), Vitória (31º), Recife (37º), Aracaju (38º), Campina Grande (40º), Porto Alegre (43º), Curitiba (44º) e Macapá (48º).
Das 50, 41 ficam na América Latina: 21 no Brasil, 8 na Venezuela, 5 no México, 3 na Colômbia, 2 em Honduras, uma em El Salvador e uma na Guatemala. Outros países com cidades na lista foram África do Sul, Estados Unidos e Jamaica.
O estudo é feito com base em dados oficiais ou de fontes alternativas, como ONGs. A metodologia é explica, país por país, neste link.
AS CIDADES MAIS VIOLENTAS DO MUNDO, SEGUNDO O RANKING
1° - Caracas (Venezuela) - 119.87 homicídios/100 mil habitantes
2° - San Pedro Sula (Honduras) - 111.03
3° - San Salvador (El Salvador) - 108.54
4° - Acapulco (México) - 104.73
5° - Maturín (Venezuela) - 86.45
6° - Distrito Central (Honduras) - 73.51
7° - Valencia (Venezuela) - 72.31
8° - Palmira (Colômbia) - 70.88
9° - Cidade do Cabo (África do Sul) - 65.53
10° - Cali (Colômbia) - 64.27
11° - Ciudad Guayana (Venezuela) - 62.33
12° - Fortaleza (Brasil) - 60.77
13° - Natal (Brasil) - 60.66
14° - Salvador e região metropolitana (Brasil) - 60.63

15° - ST. Louis (Estados Unidos) - 59.23
16° - João Pessoa; conurbação (Brasil) - 58.40
17° - Culiacán (México) - 56.09
18° - Maceió (Brasil) - 55.63
19° - Baltimore (Estados Unidos) - 54.98
20° - Barquisimeto (Venezuela) - 54.96
21° - São Luís (Brasil) - 53.05
22° - Cuiabá (Brasil) - 48.52
23° - Manaus (Brasil) - 47.87

24° - Cumaná (Venezuela) - 47.77
25° - Guatemala (Guatemala) - 47.17
26° - Belém (Brasil) - 45.83
27° - Feira de Santana (Brasil) - 45.50
28° - Detroit (Estados Unidos) - 43.89
29° - Goiânia e Aparecida de Goiânia (Brasil) - 43.38
30° - Teresina (Brasil) - 42.64
31° - Vitória (Brasil) - 41.99

32° - Nova Orleans (Estados Unidos) - 41.44
33° - Kingston (Jamaica) - 41.14
34° - Gran Barcelona (Venezuela) - 40.08
35° - Tijuana (México) - 39.09
36° - Vitória da Conquista (Brasil) - 38.46
37° - Recife (Brasil) - 38.12
38° - Aracaju (Brasil) - 37.70
39° - Campos dos Goytacazes (Brasil) - 36.16

40° - Campina Grande (Brasil) - 36.04
41° - Durban (África do Sul) - 35.93
42° - Nelson Mandela Bay (África do Sul) - 35.85
43° - Porto Alegre (Brasil) - 34.73
44° - Curitiba (Brasil) - 34.71

45° - Pereira (Colômbia) - 32.58
46° - Victoria (México) - 30.50
47° - Johanesburgo (África do Sul) - 30.31
48° - Macapá (Brasil) - 30.25
49° - Maracaibo (Venezuela) - 28.85
50° - Obregón (México) - 28.29

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Judeus brasileiros mudam-se para Israel em números recorde

Judeus brasileiros mudam-se para Israel em números recorde

Arno Froese
A imigração para Israel, ou aliyah, do Brasil mais do que dobrou nos últimos quatro anos, de 191 em 2011 para mais de 400 [em 2015]. O crescimento médio da aliyah para toda a América Latina, no mesmo período foi de apenas 7 por cento. Embora tenha aproximadamente a metade da população judaica da vizinha Argentina, o Brasil enviou mais imigrantes para Israel por dois anos consecutivos. Estima-se que 120.000 judeus vivem no Brasil.
"Eles buscam um futuro melhor", disse Gladis Berezowsky, 58 anos, que ajuda a administrar Beit Brasil, uma organização não governamental com sede em Israel estabelecida em 2014 para ajudar os brasileiros que pretendem mudar para Israel.
 
"Nós queríamos dar aos nossos filhos uma melhor qualidade de vida nos campos educacional, social e religioso", disse Fabio Erlich. "Israel permite que você seja um judeu sem limitações, não só no exterior, mas principalmente no coração. Encontrar um emprego em Israel fez o nosso grande sonho sionista se tornar realidade". — www.jpost.com, 08 de dezembro de 2015
 
Brasil, o país que tem tido um sucesso notável em sua reestruturação, agora está tropeçando. Como resultado, os judeus estão deixando o país para ir a Israel.
 
Quando Moisés se dirigiu ao povo de Israel, revelando a bênção e a maldição, ele conclui, "Então o Senhor teu Deus te fará voltar do teu cativeiro, e se compadecerá de ti, e tornará a ajuntar-te dentre todas as nações entre as quais te espalhou o Senhor teu Deus. Ainda que os teus desterrados estejam na extremidade do céu, desde ali te ajuntará o Senhor teu Deus, e te tomará dali; E o Senhor teu Deus te trará à terra que teus pais possuíram, e a possuirás; e te fará bem, e te multiplicará mais do que a teus pais. E o Senhor teu Deus circuncidará o teu coração, e o coração de tua descendência, para amares ao Senhor teu Deus com todo o coração, e com toda a tua alma, para que vivas." Deuteronômio 30.3-6 — Arno Froese — Beth-Shalom.com.br
 
Divulgação: www.juliosevero.com

sábado, 23 de janeiro de 2016

Menina cristã que fugiu do Estado Islâmico emociona jurados do The Voice Kids dos Emirados Árabes

Menina cristã que fugiu do Estado Islâmico emociona jurados do The Voice Kids dos Emirados Árabes

Antes de sua performance no show, Hana disse aos jurados do programa que sua vida estava em perigo no Iraque, porque ela e sua família estavam sendo vigiados pelo EI

Fonte: Guia-me / com informações do Christian Today  
 
Menina cristã que fugiu do Estado Islâmico emociona jurados do The Voice Kids dos Emirados Árabes
Uma cantora mirim que se viu obrigada a fugir do Estado Islâmico para salvar a própria vida emocionou os jurados e a plateia do programa The Voice Kids nos Emirados Árabes Unidos.
Mirna Hana, de 11 anos, é uma iraquiana caldeia cristã, e escolheu fazer um mash-upde uma música clássica de seu país com“Let it Go”, tema do filme “Frozen”, da Disney. Em português, essa canção recebeu o título “Livre Estou”.
O vídeo da intepretação de Mirna durante sua audição no The Voice Kids foi publicado pela emissora MBC no YouTube, e já superou os 15 milhões de visualizações na plataforma de streaming. Nas redes sociais, ela passou a ser chamada como “Princesa da Babilônia”.
Durante os preparativos, Mirna contou aos jurados que estava sob risco de morte no Iraque, porque os terroristas do Estado Islâmico vinham vigiando sua família e fazendo ameaças, o que fez a família se mudar para o Líbano.
“Depois que voltamos para o Líbano, meu pai me disse que o Daesh [Estado Islâmico] queria me sequestrar e me matar. Desde então eu sinto muito medo à noite e eu não consigo dormir, ou mesmo ficar sozinha”, afirmou. “O programa ‘The Voice’ é uma oportunidade de cantar para o mundo e mostrar que o Iraque não é só um local de guerras e coisas assim. Existem belos sons, também”, acrescentou a jovem.
De acordo com informações do Christian Today, o pai de Hana confirmou a história: “Eles nos ameaçaram com o sequestro de nossa menina, por isso viemos para cá. Nós deixamos tudo para trás, até mesmo o meu trabalho como funcionário do governo”, lamentou. “Todo mundo sabe que as dificuldades do Iraque, por causa do Estado Islâmico, como eles executam as pessoas e como eles invadem suas casas”, disse.
O cantor iraquiano Kazem El Saher, de 58 anos, jurado do programa, se emocionou com a música escolhida por Mirna Hana para a audição, pois era uma de suas composições. El Saher era morador de Mosul, um reduto de cristãos no norte do Iraque, que agora está sob domínio do Estado Islâmico.
A repentina fama de Mirna tem feito muitos cristãos caldeus se manifestarem através das redes sociais, com mensagens de apoio para a jovem cantora.
Assista à participação e Mirna Hana no The Voice Kids dos Emirados Árabes:

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Líderes evangélicos emitem Nota contra “guerra” teológica entre Calvinistas e Arminianos



Líderes evangélicos emitem Nota contra “guerra” teológica entre Calvinistas e Arminianos

Em uma carta, pastores, teólogos e líderes em geral condenam o debate superficial e sem princípios bíblicos
Da Redação JM Notícia
Dezenas de influentes líderes evangélicos do país assinaram nesta segunda-feira, 18, uma Nota Pública sobre as “guerras” teológicas que têm surgido nos mais diversos espaços e principalmente na internet entre verdadeiros “militantes” das correntes teológicas calvinista e arminiana.
Os líderes explicam na nota que a ideia surgiu por causa dessa recorrência de discussões e ataques pessoais realizados no âmbito eclesiástico, na internet e nas redes sociais, especialmente entre calvinistas e arminianos para a defesa de posições teológica“.
FotorCreated
FotorCreatedLíderes emitem Nota contra “guerra” teológica entre calvinistas e arminianos
Pastores como Augustus Nicodemus, Ciro Sanches, Paulo Romeiro, Valmir Nascimento, Renato Vargens, Geremias do Couto e Solano Portela, assinaram a nota que condena abertamente o debate infrutífero e cheio de vaidades que muitos teólogos imaturos têm produzido na internet.
O pastor Valmir Nascimento informou ao JM Notícia que o documento foi elaborado em comunicações on linepelos participantes a partir do início de 2016.
Confira a Nota na íntegra:
Diante da recorrência de discussões e ataques pessoais realizados no âmbito eclesiástico, na internet e nas redes sociais, especialmente entre calvinistas e arminianos para a defesa de posições teológicas, NÓS, abaixo subscritos, vimos a público emitir a presente nota:
Reconhecemos a importância e a historicidade do debate teológico dentro da tradição cristã como meio de defesa e salvaguarda da verdade e, consequentemente, da ortodoxia bíblica.
Apoiamos a produção e a reflexão teológica realizada no ambiente da internet, em virtude de seu caráter democrático e do livre curso de ideias, como corolário da Reforma Protestante.
Repudiamos, todavia, que para a defesa de posições teológicas haja discussões e ataques pessoais realizados em nome da fé, que promovem dissensões, inimizades e escândalo ao nome de Cristo. Rejeitamos, assim, todo e qualquer conteúdo difamatório, ofensivo e jocoso, ainda que a pretexto do humor, produzido contra irmão de vertente religiosa diversa, que atente contra sua honra e imagem.
Entendemos incompatíveis com os preceitos que devem reger a conduta dos discípulos do Mestre posturas antiéticas que estimulam a zombaria, o desrespeito e o escárnio, baseado em dolo, distorções e mentiras.
Discordamos das publicações anônimas, especialmente quando realizadas com o objetivo de provocar animosidade e discórdia entre os cristãos. Além de ser proibido constitucionalmente (Art. 5o, IV), o anonimato atenta contra os princípios bíblicos da transparência (2Co 3.18), sinceridade (Tt 2.7) e honestidade (1Tm 2.2).
Relembramos que a calúnia, a injúria e a difamação são crimes contra a honra, de acordo com o Código Penal Brasileiro, os quais não se coadunam com o caráter do verdadeiro cristão, que deve expressar o fruto do Espírito (amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança), conforme Gálatas 5.22.
Aconselhamos os cristãos piedosos a não dar audiência a páginas e grupos que promovam tais ofensas.
Defendemos e incentivamos a exposição de convicções cristãs, bem como o debate teológico na internet e nas redes sociais, de modo irênico, ou seja, de espírito pacífico (Rm 12.18), com cordialidade e respeito. A discordância e a confrontação das ideias alheias, quando for o caso, devem ser conduzidas com ética, honestidade intelectual e de maneira objetiva, sem denegrir e atacar o oponente.
Asseveramos que a produção teológica é, sobretudo, um ato de glorificação a Deus. Discussões, pois, que se desenvolvem com o único propósito de vencer desavenças intelectuais, baseadas em disputas do ego, estão longe de honrar o nome de Cristo. A determinação bíblica de “falar o que convém à sã doutrina” (Tt 2.1) exige coragem, mas também responsabilidade, para os cristãos em geral e os pastores em particular, os quais devem ser, dentre outras coisas, “irrepreensíveis, honestos, moderados, aptos a ensinar, não contenciosos…” (1 Tm 3.2,3).
Citamos, a propósito, as palavras de J.I. Packer: “Se a nossa teologia não nos reaviva a consciência nem amolece o coração, na verdade endurece a ambos; se não encoraja o compromisso da fé, reforça o desinteresse que é próprio da incredulidade; se deixa de promover a humildade, inevitavelmente nutre o orgulho. Assim, aquele que expõe teologia em público, seja formalmente, no púlpito ou pela imprensa, ou informalmente, em sua poltrona, deve pensar muito sobre o efeito que seus pensamentos terão sobre o povo de Deus e outras pessoas”.
Recomendamos, assim, a importância da constante elevação bíblica e espiritual do nível dos debates teológicos. E caso nos deparemos com um irmão em Cristo com postura inadequada e não condizente com a ética e pratica cristãs, que ele seja repreendido, mas que em tal ato não falte educação e principalmente amor.
Reconhecemos as diferenças marcantes historicamente existentes entre as tradições calvinistas e arminianas, notadamente em referência à doutrina da salvação. Todavia, tais divergências teológicas não suplantam a comunhão cristã que deve haver entre os irmãos dessas duas vertentes da cristandade. Em uníssono, à luz das Escrituras Sagradas, enfatizamos que a salvação somente se alcança em Cristo somente, mediante a graça somente, pela fé somente (Rm 3.24; Ef 2.8; Tt 2.11).
Finalizamos com a menção ao episódio em que o calvinista George Whitefield foi perguntado se esperava ver o arminiano John Wesley nos céus. Sua resposta foi: “Não. John Wesley estará tão perto do Trono da Glória, e eu tão longe, que dificilmente conseguirei dar uma olhadela nele”. Assim se tratam verdadeiros cristãos que discordam em questões de soteriologia, mas que não fazem nada por contenda ou vanglória, e consideram os outros superiores a si mesmos (Fp 2.3). E, sobretudo, estes sabem o preço custoso com que foram comprados por Cristo Jesus.
18 de janeiro de 2015.
Augustus Nicodemus Lopes, pastor da Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia-GO.
Altair Germano, pastor da Assembleia de Deus – Itália, escritor.
Carlos Kleber Maia, pastor da Assembleia de Deus – RN, escritor de obra arminiana.
César Moisés de Carvalho, pastor da Assembleia de Deus, teólogo, escritor.
Ciro Sanches Zibordi, pastor da Assembleia de Deus na Ilha da Conceição em Niterói – RJ, escritor e articulista.
Clóvis José Gonçalves, membro da igreja O Brasil para Cristo e editor do blog Cinco Solas.
Davi Charles Gomes, Chanceler da Universidade Presbiteriana Mackenzie-SP.
Euder Faber Guedes Ferreira, pastor, presidente da VINACC (Visão Nacional para a Consciência Cristã).
Solano Portela Neto, presbítero da Igreja Presbiteriana do Brasil, conferencista e autor reformado.
Franklin Ferreira, pastor batista, diretor geral do Seminário Martin Bucer-SP.
Geremias do Couto, pastor da Assembleia de Deus, escritor.
Glauco Barreira Magalhães Filho, pastor batista – CE, professor universitário, escritor.
Gutierres Fernandes Siqueira, membro da Assembleia de Deus – SP, editor do blog Teologia Pentecostal.
Helder Cardin, pastor batista, reitor do Seminário Palavra da Vida-SP.
Jamierson Oliveira, pastor batista, teólogo, escritor.
Jonas Madureira, pastor batista, editor de Edições Vida Nova e professor do Seminário Martin Bucer.
José Gonçalves, pastor da Assembleia de Deus – PI, teólogo, escritor.
Magno Paganelli, pastor da Assembleia de Deus – SP, teólogo, escritor.
Marcos Antônio Moreira Guimarães, professor de teologia, obreiro da Assembleia de Deus – MT.
Mauro Fernando Meister, diretor do Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper-SP.
Norma Cristina Braga Venâncio, escritora, membro da Igreja Presbiteriana do Pirangi, Natal-RN.
Paulo Romeiro, pastor, teólogo, escritor.
Renato Vargens, pastor da Igreja Cristã da Aliança de Niterói-RJ.
Solon Diniz Cavalcanti, pastor, teólogo, presidente do CEAB Transcultural.
Thiago Titillo, pastor batista, professor, escritor.
Tiago José dos Santos Filho, pastor batista, editor-chefe da Editora Fiel, diretor pastoral do Seminário Martin Bucer-SP.
Uziel Santana, presidente da Anajure (Associação Nacional de Juristas Evangélicos).
Valdeci do Carmo, obreiro da Assembleia de Deus, teólogo, coordenador do curso de Teologia das Faculdades Feics, Cuiabá/MT.
Valmir Nascimento Milomem Santos, teólogo da Assembleia de Deus, professor universitário, editor da revista Enfoque Teológico.
Wallace Sousa, evangelista da Assembleia de Deus, DF, escritor, pós-graduado em teologia, coordenador da União de Blogueiros Evangélicos.
Wellington Mariano, pastor da Assembleia de Deus, escritor e tradutor de obras arminianas.
Wilson Porte Junior, pastor batista e professor do Seminário Martin Bucer.
Zwinglio Rodrigues, pastor batista, escritor de obra arminiana.

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Universal pede dinheiro a fiéis para lotar cinemas de Os Dez Mandamento

Universal pede dinheiro a fiéis para lotar cinemas de Os Dez Mandamentos

Divulgação/IURD
Culto da Universal na avenida João Dias, onde se pede dinheiro para comprar ingressos - Divulgação/IURD
Culto da Universal na avenida João Dias, onde se pede dinheiro para comprar ingressos
REDAÇÃO - Publicado em 18/01/2016, às 05h22
Em um esforço quase bíblico para lotar os cinemas de espectadores do filme Os Dez Mandamentos, a Igreja Unviersal do Reino de Deus está pedindo dinheiro aos fiéis mais abonados para supostamente comprar ingressos para pessoas carentes. Os pastores da igreja também estão incentivando os frequentadores de cultos a adquirirem ingressos antecipadamente e, assim, transformar o longa derivado da novela na maior na maior bilheteria do cinema nacional. Na periferia, pastores interrompem as reuniões (como agora são chamadas os cultos da igreja) para exibir trailers do filme.

A reportagem do Notícias da TV presenciou um pedido de "oferta" para a compra de ingressos no templo da avenida João Dias, em Santo Amaro (zona Sul de São Paulo), na última terça-feira (12). Durante o culto, os obreiros (ajudantes) entregavam um envelope com o logotipo de Os Dez Mandamentos, enquanto os pastores pediam para os fiéis depositarem a quantia que pudessem para ajudar na "causa". O envelope com o dinheiro podia ser devolvido no mesmo dia ou na próxima reunião.

O encontro, que começou às 20h, foi liderado pelo bispo Nilton Patrício, o mesmo que comanda alguns dos programas da Universal na TV. Ele foi auxiliado no púlpito por alguns pastores, todos vestidos de branco. Em pouco mais de uma hora e meia de culto, o bispo falou sete vezes de Os Dez Mandamentos - O Filme.

Patrício lembrava aos presentes da data de estreia (28 de janeiro) e dizia que a produção havia mudado a vida de um pai de santo. "Depois que viu Os Dez Mandamentos, ele deixou de ser pai de santo, perdão, deixou de ser pai de encosto. É verdade. A palavra [de Deus] muda. Você vai receber o envelope, colocar a quantia que quiser e devolver na próxima reunião da cura", repetia.

O ritual de Os Dez Mandamentos
Antes da entrega do envelope, porém, todo um ritual foi seguido. O tema do dia era a cura. Após uma rápida leitura de trechos da Bíblia, foram entregues vários objetos aos presentes: um pano vermelho, um pequeno frasco com óleo e correntinhas. Em seguida, começou a "sessão do descarrego".

Fiéis surgiram em um estado de transe, como se estivessem possuídos por espíritos malignos. No final da cerimônia, os espíritos foram "expulsos" pelas orações. Nesse momento, o bispo Patrício pediu dinheiro pela primeira vez _para a igreja, não para o filme.

"Está feliz, está curado? Você crê? Então pega esse envelope e faz a sua oferta. Podem ser mil reais, 500 reais, duzentos, cem, vinte, uma moeda. Doe o melhor que você tiver", disse o bispo. Quase todos os 4.000 presentes colaboraram.

reprodução/record
Guilherme Winter no apíce da novela Os Dez Mandamentos: a abertura do Mar Vermelho

Em seguida, Patrício falou da importância do dízimo, dos 10% do salário que todo fiel deve doar à igreja _além das "ofertas" extras. Após um rápido sermão, o bispo, enfim, pediu a doação para Os Dez Mandamentos. Muitos fiéis atenderam.

"A gente coloca [no envelope] qualquer quantia para a igreja poder comprar ingressos para os carentes. Tem gente que quer ir e não tem dinheiro. Eu já comprei os meus", explicou uma jovem senhora que estava com os dois filhos, a irmã e o marido. 

Estratégia de marketing
Uma jornalista frequentadora de vários grupos da Igreja Universal confirmou ao Notícias da TV que desde o início do ano os pastores têm pedido dinheiro para comprar bilhetes para o filme. Ela pertence a uma unidade do ABC.

"Os ingressos que a igreja compra estão sendo distribuídos em bairros carentes. Há muita gente que não tem condições de pagar R$ 25 para ir ao cinema. A ideia também é lotar as sessões de cinema nos quatro primeiros dias. A Universal quer bater o recorde de bilheteria. Trata-se também de estratégia de marketing, mas doa quem quer e quanto puder. Não é o dízimo, é uma oferta. O dízimo é 10% do seu salário e também não é obrigatório", contou ela, que preferiu não se identificar.

O culto ao qual o Notícias da TV testemunhou foi filmado para passar na TV _a igreja ocupa as madrugadas da Record e arrenda canais como o 21, da Band, e a rede CNT. Na TV, no entanto, não é mostrado o momento em que Nilton Patrício pede dinheiro para comprar ingressos. 

Na semana passada, os templos da Universal também exibiram, entre um culto e outro, uma reportagem do Domingo Espetacular sobre o sucesso da venda antecipada dos ingressos de Os Dez Mandamentos _já foram vendidos mais de 1,5 milhão de tíquetes. Fiéis também relatam que trailers do longa foram apresentados durante cultos em igrejas de Taboão da Serra e Diadema, cidades da Grande São Paulo. 



quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Igrejas britânicas poderão ser `inspecionadas´ para que não ensinem mais sobre o casamento tradicional

Igrejas britânicas poderão ser `inspecionadas´ para que não ensinem mais sobre o casamento tradicional

Novas leis `anti-extremismo´ do Reino Unido podem ameaçar a liberdade religiosa, bem como o ensino nas classes de Escola Bíblica Dominical

Fonte: Guia-me / com informações do Christian Post

Igrejas britânicas poderão ser `inspecionadas´ para que não ensinem mais sobre o casamento tradicional
Um grupo de parlamentares cristãos do Reino Unido emitiu um comunicado, alertando que as classes de Escola Bíblica das igrejas estão próximas de serem proibidas de ensinarem sobre o casamento tradicional. A carta foi enviada ao jornal britânico 'Telegraph'.
O grupo de parlamentares conservadores disse que as propostas governamentais com relação a este assunto são as de submeter as classes de Escolas Bíblicas Dominicais e outros grupos a 'inspeções', o que "poderia ter um efeito muito prejudicial sobre a liberdade de expressão e ensino das organizações religiosas".
A carta assinada por Sir Gerald Howarth, Gary Streeter, David Burrowes e Fiona Bruce segue protestos de grupos cristãos que afirmam que a campanha política 'anti-extremismo' do governo é "altamente preocupante", uma vez que também terá como alvo, grupos de jovens das igrejas e escolas dominicais.
"As propostas anti-extremismo do governo em sua forma atual representam um sério desafio para as visões cristãs tradicionais sobre uma série de questões", disse Nola Leach, CEO de política pública da missão de caridade 'CARE' ao 'Christian Today'.
"Nós estamos falando sobre o Estado interferir na vida da Igreja e na perspectiva de que haja inspectores infiltrados, assentados na parte de trás das igrejas, em todo o Reino Unido. Isso é altamente alarmante para dizer o mínimo", lembrou.
As propostas do Ministério da Educação vieram depois que o primeiro-ministro alertou para um pequeno número de grupos muçulmanos, nos quais as crianças têm as suas "cabeças preenchidas com veneno e seus corações alimentados com ódio".
A consulta de seis semanas sobre os planos do governo foi encerrada na última segunda-feira (11) e grupos cristãos pediram ao governo que reavalie a proposta de que estas classes de Escola Bíblica ou outros projetos venham a enfrentar 'inspeções'.Isto significa que grupos de jovens poderia enfrentar sanções "por sua expressão de pontos de vista tradicionais sobre questões como o casamento", segundo a carta dos deputados.
"Esta seria uma possibilidade intolerável, mas muito real dada a clara vontade do Departamento de Educação em investigar o que ele chama de "atividades proibitivos", tais como "ensino indesejável ... o que prejudica ou é incompatível com os valores britânicos fundamentais... Isso poderia desafiar o ensino cristão estabelecido", escreveram os deputados.
"Ameaças aos valores britânicos originam predominantemente de certas estirpes do islamismo. É, pelo menos, desproporcional, se não absurdo, impor encargos intrusivos em todos os outros grupos religiosos sob o pretexto de que as tentativas de radicalização poderiam ser descobertas em qualquer organização".
Os deputados reuniram vários grupos cristãos que manifestaram a sua consternação a respeito dos planos do governo.
O Instituto Cristão do Reino Unido disse que se as propostas não forem alteradas, representam um "ataque sem precedentes sobre a liberdade de religião do país".
No entanto, o governo insistiu que não está propondo a regulação das escolas dominicais, sendo que estas classes só ensinam as crianças "por um período curto a cada semana".
"Nós estamos olhando especificamente para lugares onde as crianças recebem educação intensiva, para garantir que as crianças convivam em um ambiente seguro, que não as submeta a pontos de vista intolerantes e odiosos", disse uma porta-voz do Departamento de Educação.

"Nós reconhecemos muitas definições de educação fora das escolas que fazem um grande trabalho no apoio à educação das crianças e as nossas propostas se concentram em certificar-se que na minoria de casos em que existem preocupações levantadas pelos pais e outros sobre questões de extremismo, crueldade contra crianças ou ensino inadequado, o governo possa tomar medidas para proteger as crianças"

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Morre pastor Gilberto Malafaia, pai do pastor Silas Malafaia

14410584819_e9808bb49d_c
Notícias gospel – O pastor Gilberto Malafaia, pai do pastor Silas Malafaia, um dos pastores mais conhecidos no Brasil e mais respeitados dentro da Assembléia de Deus acaba de falecer no Rio de Janeiro.
14410584819_e9808bb49d_cpastor Gilberto Malafaia, foi o fundador da IADJ e exerceu a liderança do cargo por 41 anos quando transferiu a liderança para o neto Silas Filho.
Gilberto Malafaia foi um dos pioneiros do evangelho e um grande desbravador da obra de Deus no estado do Rio de Janeiro e no Brasil.
Seu ministério foi marcado como um grande homem de Deus, de oração e temor a palavra. No decorrer de sua vida deixou um grande legado ministerial aos seus filhos e netos.
Pastor Gilberto Malafaia morreu hoje (12) aos 95 anos de idade e deixara muitas saudades no meio cristão em que vivia.
Em seu perfil na rede social, seu filho, pastor Silas Malafaia informou a morte de seu pai, dizendo que ele foi o grande referencial e herói da sua vida.
Que Deus abençoe e console os familiares e amigos.

André Santos

Seria o apóstolo Agenor Duque o Rei das Heresias?



noticias-gospel-agenor-duque-o-rei-das-heresias
Noticias gospel – No final de dezembro, a revista Época, fez uma extensa matéria assinada por Aline Ribeiro e Harumi Visconti, sobre o apóstolo Agenor Duque, líder da Igreja Plenitude do Trono de Deus.
De acordo com a publicação da revista (Leia na integra), Agenor Duque é um grande encenador do emocionalíssimo, e isso faz com que pessoas lotem seus cultos que prometem milagres e transformações. A revista ainda fez uma dura crítica aos conceitos usados por Duque e sua esposa para angariar recursos financeiros para o marketing da igreja.
No entanto, nas últimas semanas uma página no Facebook, “O Rei das Heresias“, através de seus administradores tem publicado diariamente em suas postagens, as supostas heresias realizadas por Agenor Duque, sua esposa Ingrid Darakdjian e eu filho Allan Duque.
Devido ao grande número de denúncias da página ‘O Rei das Heresias’, o apóstolo já teria se defendido várias vezes em seu programa de televisão, segundo alguns, o apóstolo estaria procurando quem são os administradores desta página.
E de uma forma bem divertida, vários apoiadores da causa da página, estão enviando vídeos para serem publicadas, dizendo que eles também são administradores. Mas afinal, quem são os verdadeiros administradores da página ‘O Rei das Heresias’ que tem tirado o sono dos ‘Duques’?
Portal Padom, foi atrás e entrevistou por e-mail um dos administradores, isso mesmo, um, pois na verdade eles são vários. Entre os administradores existe um pastor evangélico, um teólogo, analistas de TI e outros.
Enviamos um e-mail, e com maior carinho, a equipe da página respondeu nossas perguntas, que você poderá ler abaixo. No entanto, também enviamos um e-mail para o apostolo Agenor Duque através dos endereços plenitudedotronodedeusoficial@gmail.com, assessoria@iaptd.com.br e através do chat no Facebook, para ouvirmos o que ele tem para falar sobre essas polêmicas, e até o fechamento desta matéria, não recebemos a resposta.
noticias-gospel-agenor-duque-o-rei-das-heresias
Entrevista com o administrador da página ‘O Rei das Heresias’
Padom (PD) – Como surgiu a ideia de criar uma página no Facebook contando as heresias das igrejas dos dias de hoje?

Rei das Heresias (RH) – Surgiu da necessidade de se propagar o Evangelho nas redes sociais. Leia-se Evangelho como sã doutrina e não com as distorções que alguns analfabetos bíblicos fazem e despejam nas redes sociais. O Evangelho consiste na consciência de que somos pecadores, e que Cristo nos reconcilia com Deus. A nossa luta é essa.

PD –  Na verdade, quantos são os administradores da página? Vocês podem revelar isso? Qual igreja evangélica vocês são membros?

RH – Somos em vários, dentre nós há um pastor, teólogo, analistas de TI, há um corpo jurídico envolvido e o monitoramento da página é 24 horas. Todos nós fazemos parte de uma Igreja Cristã, mas não vinculo a denominação ao que fazemos pois isto não representa a idéia formada por nenhuma denominação. Aqui foi um grupo de amigos, cristãos, cansados de ver gente sofrendo na mão dos falsos profetas, que teve coragem o suficiente de unir forças e recursos para enfrentar os falsos profetas, uma vez que os falsos profetas, com o dinheiro que tem, tentam todos os meios ilícitos para nos atingir.

PD – Além do Agenor Duque e seus filhos, quais pregadores ou cantores vocês já denunciaram as heresias?

RH – Já sim, em outros projetos. O Rei Das Heresias iniciou tendo como objetivo um falso profeta de cada vez. Neste período estamos falando sobre as aberrações de Agenor Duque.

PD – Vocês, não acreditam que denunciar esses pastores, não estão trazendo escândalo ao evangelho?

RH – Não! É importante entender que quem causa escândalo é quem prega mentiras, escândalo é pronunciar falsas profecias, escândalo é usar ilicitamente o dinheiro arrecadado na Igreja. Acho e entendo como essencial que nos manifestemos, assim como está escrito em 1 Coríntios 11:19, para demonstrar que no meio cristão há pessoas lúcidas, que lêem e discernem a Bíblia e não se conformam com o circo gospel. Não se conformam e não se vendem.

PD – Você acredita, que com as denúncias, as pessoas ‘acordaram’ e esses pastores perderam uma grande parte de seu rebanho?

RH – Sim, nós temos diversos testemunhos de pessoas que abriram os olhos, apenas não divulgamos nomes porque sair de uma denominação, hoje em dia, é sinônimo de sofrer coações e ameaças. Então preservamos a identidade destas pessoas e encaminhamos para igrejas Bíblicas quando estas indicações são solicitadas. E isso acontece com pessoas de diversas partes do Brasil.

PD –  Ameaças, vocês já receberam dos denunciados? Processos também?

RH – Ameaças, todas as possíveis e imagináveis. Processos neste projeto ainda não porque andamos em concordância com a Constituição Federal e não estamos difamando ninguém. Estamos expondo fatos e questionando se há coerência. Se alguém se sentir ofendido, o direito lhe assiste isso, que procure os meios legais, cientes que não somos ignorantes jurídicos e que o ônus de provar a acusação da difamação é daquele que se sente ofendido. A constituição se manifesta claramente sobre isso e por isso, temos nosso jurídico, caso alguma eventualidade descabida nos atinja. Sabemos que estamos debaixo de ataque de hackers contratados para descobrir quem somos, bem como tráfico de influência. O problema disso é que se chegam até nós por estes meios, nós teremos material suficiente para provar o caminho ilícito, então é uma espada de dois gumes para os hereges. E cabe dizer que são cristãos, como podem pagar um hacker ou alguém que tenha informações privilegiadas para nos encontrar? é no mínimo incoerente. Mas o ego deles os fará fazer isso, e se fizerem, vão arcar com as consequências legais disso.

PD – Deixe um recado para todos os seguidores de sua página e para os hereges:

RH – O recado é: Não alimente os falsos profetas, e rejeite qualquer ensinamento contrário ao que diz a Palavra de Deus. Leia o Evangelho e não deixe de lado os valores que Cristo ensinou. Siga firme na caminhada cristã com este discernimento que nem todos que falam em Nome de Jesus são verdadeiramente Cristãos. Orem principalmente por discernimento. Para os hereges: não almejo a vossa destruição, mas espero profundamente que se arrependam enquanto é tempo. Deixo uma frase como algo que nos norteia, além da Palavra de Deus. Uma paráfrase do filme V de Vingança “POR DETRÁS DE UMA PÁGINA EXISTEM MAIS QUE PESSOAS, EXISTEM IDÉIAS, E IDÉIAS SÃO A PROVA DE BALA” Abraço!
Você acha correto páginas como O Rei das Heresias, entre outras que tem denunciado pastores e cantores evangélicos que tem distorcido o verdadeiro Evangelho? Afinal o apóstolo Agenor Duque, realmente pode ser chamado de ‘O Rei das Heresias ‘? – Deixe abaixo a sua opinião!
Recentemente publicamos um artigo sobre isso intitulado “É correto um cristão: julgar, expor o erro e citar nomes?“, onde fizemos uma análise sobre este polêmico assunto.
Caso o apostolo Agenor Duque ou representante da Igreja Plenitude queira se manifestar sobre este assunto, entre em contato conosco, que publicaremos a sua versão.
Fonte: Portal Padom