domingo, 31 de maio de 2015

“Desafio do Charlie” desencadeia possessões coletivas em escolas e causa pavor a alunos

“Desafio do Charlie” desencadeia possessões coletivas em escolas e causa pavor a alunos; Assista
A brincadeira conhecida como “Desafio do Charlie” se espalhou rapidamente entre alunos de escolas da rede pública e gerou tumultos. Em diversos casos, foram relatadas possessões coletivas entre os adolescentes.
O caso de maior transtorno para os educadores aconteceu em Manaus (AM), onde alunos passaram mal após invocarem o espírito Charlie, inspirados pelos vídeos publicados nas redes sociais por pessoas de todas as partes do mundo.
“Ontem, uma menina do 8º ano começou com a brincadeira do ‘Charlie’. Uma menina disse que viu o ‘demônio’, e outra começou a ver e espalhar para escola toda. As meninas começaram a desmaiar, ter convulsões, os pequenos do 1º ao 6º ano começaram a se enforcar a se bater”, disse uma das alunas da Escola de Tempo Integral José Carlos Mestrinho, localizada na zona sul da capital amazonense.
Uma mãe de um dos alunos afirmou que a menina que teria sido possuída, estava “delirando, não falando ‘coisa com coisa’, falando que não era pra deixar ninguém levar ela”.
“Tinha bastante criança jogada no chão sem saber o que estava acontecendo. Meus netos chegaram contando que uma garota que estava com o lápis chamando pelo nome de um espírito que já morreu, e aí começaram a ‘pegar’ espírito”, relatou uma avó à reportagem do G1.
Em outra escola de Manaus, na zona norte da cidade, houve um caso semelhante: “Eles se juntaram na sala, quando eles deram as mãos, aí esse garoto que tava zoando assoprava a caneta pra caneta rodar, aí as meninas falavam pra ele se afastar, ele sempre ficava assoprando a caneta pra caneta rodar, e quando eles pararam de ficar zoando, e quando eles deram as mãos, a caneta realmente rodou sozinha, girou sozinha, a folha do caderno grudou na mão dele e não quis sair, aí ele ficou se batendo no chão”, afirmou uma estudante da Escola Estadual Sebastião Norões, do bairro Cidade Nova.
Segundo informações do Portal do Amazonas, “a brincadeira demoníaca iniciou às 9h da manhã, horário de intervalo dos alunos, quando eles perceberam que o ritual virou verdade, entraram em desespero”.
A capital do Amazonas ainda registrou um terceiro caso em que supostamente a “brincadeira” teria desencadeado uma possessão de uma aluna, de acordo com o Portal do Holanda. “Uma das garotas acabou começando a falar com a voz grave e vomitando muito. Várias crianças ficaram desesperadas com a cena e se instalou o caos na escola. Na internet, funcionários da escola e alunos tem realizado diversos relatos”, noticiou o site.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

Pastores criticam “Desafio do Charlie” e destacam que invocar espírito “não é brincadeira”

Pastores criticam “Desafio do Charlie” e destacam que invocar espírito “não é brincadeira”
O “Desafio do Charlie” se tornou um nas redes sociais, gerou uma febre de vídeos sobre a brincadeira e causou tumultos em escolas públicas Brasil afora, com relatos de possessões demoníacas coletivas.
Pastores evangélicos antenados sobre o tema não demoraram a se posicionar a respeito do assunto e reprovaram a “brincadeira” de invocar espíritos.
A nova mania dos adolescentes consiste em invocar o espírito de um suposto fantasma, chamado Charlie, que supostamente responderia girando um lápis sobre uma folha em branco com as palavras “Sim” e “Não”.
Para o pastor da igreja Batista Vida e Paz, em Vila Velha, a invocação de espíritos não deve ser vista como uma brincadeira e muito menos praticada: “Não aconselho mesmo. O diabo parou de se esconder e está ativo em nossos dias. Não podemos permitir que brincadeiras aparentemente inofensivas sejam portas para algo ruim. É preciso vigiar e ficar atento”, afirmou à Folha Vitória.
O líder evangélico classifica a “brincadeira” como uma prática mística, o que é condenada pela Bíblia Sagrada: “A palavra de Deus é bem clara. Lá em Deuteronômio, o Senhor diz que quem pratica adivinhação, ou se dedica à magia, ou faz presságios, ou pratica feitiçaria e encantamentos, desagrada ao Senhor. Pessoas que consultam espíritos ou mortos, também desagradam. O Senhor tem repugnância por quem pratica essas coisas”, explicou.
Já o pastor Douglas Guimarães publicou um vídeo para enfatizar que “se você está fazendo essa brincadeira, você está dando lugar ao diabo”.
“Finalmente, fortaleçam-se no Senhor e no seu forte poder. Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do diabo, pois a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais”, compartilhou Guimarães.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

sábado, 30 de maio de 2015

Pastor Victor Bet-Tamraz pede oração pelo seu próximo julgamento

Ele foi preso acusado pelas autoridades de se reunir ilegalmente com outros cristãos no Irã

Fonte: Portas Abertas / com informações Midle East Concern
Pastor Victor Bet-Tamraz pede oração pelo seu próximo julgamento







O pastor foi preso em 2014, durante uma festa de Natal em sua casa, acusado pelas autoridades de se reunir ilegalmente com outros cristãos. Ele é conhecido como o pastor de uma igreja local em Teerã, onde ministrou até o momento em que ela foi fechada em março de 2009. O pastor Victor, assim como muitos cristãos que estão presos no Irã, conta com suas orações.

Nos próximos dias, o pastor Victor será convocado para o tribunal para que seu caso seja ouvido. Ele tem tido dificuldades para encontrar um advogado disposto a ajudá-lo em sua defesa. Isso porque, após algumas defesas de cristãos perante o tribunal, alguns advogados têm experimentado uma reação hostil das autoridades.

No dia 26 de dezembro do ano passado, funcionários de segurança do governo invadiram a casa do pastor Victor e realizaram uma busca minuciosa, confiscando Bíblias, celulares e documentos de identidade pertencentes às pessoas que se reuniam para comemorar o Natal. Todos os presentes foram presos e libertados pouco tempo depois, mas o pastor Victor, que é de origem cristã assíria, e dois outros cristãos (de origem muçulmana), Amin e Kavian, foram levados para a prisão de Evin, onde foram mantidos em confinamento solitário.

Os dois cristãos detidos juntamente com o pastor Victor, Amin e Kaviyan, foram libertados sob fiança há pouco mais de um mês. Inicialmente, as autoridades não aceitaram a fiança para libertar o pastor Victor. No entanto, no primeiro dia de março, ele recebeu a liberdade condicional. O valor da fiança foi bem alto e sua família teve de apresentar títulos de propriedade para atender às condições exigidas.

Pedidos de oração
- Por um advogado adequado, que esteja disposto a defendê-lo no tribunal.
- Pelo juiz que irá analisar o seu caso, ore para que seja alguém temente a Deus.
- Pelo pastor Victor e sua família, que eles sejam capazes de continuar firmes na fé e tenham sabedoria e paciência.
- Peça por proteção de Deus para como aqueles que fazem sua obra

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Pastor Franklin Graham convoca cristãos a combater a “mentira” de que não há diferenças entre meninos e meninas

Pastor Franklin Graham convoca cristãos a combater a “mentira” de que não há diferenças entre meninos e meninas
O pastor Franklin Graham novamente se posicionou em defesa dos princípios cristãos e afirmou que ensinar que não há diferença entre meninos e meninas é uma “mentira”.
A tese, defendida por adeptos da ideologia de gênero, vem ganhando força nas escolas públicas, e as unidades de educação do estado da Virgínia (EUA) se preparam para pôr em prática um plano didático que prega que existem variações de gênero e que, ao nascer, nenhuma criança é 100% menino ou menina.
“Ensinar que não há diferença entre meninos e meninas nada mais é do que uma mentira. Somos diferentes porque Deus nos fez diferentes. Os distritos escolares não devem permitir que este veneno seja espalhado nas salas de aula!”, disse Graham.
O pastor aproveitou para destacar a necessidade de que os cristãos se posicionem de forma mais enfática e frequente sobre as questões sociais e também políticas, e frisou que a nível local, é preciso combater iniciativas como as que estão para ser postas em prática na Virgínia.
“Este é um grande exemplo que mostra porque os cristãos devem se envolver na política em todos os níveis: em nossas comunidades, cidades e nação. Os cristãos que defendem princípios bíblicos nos conselhos escolares poderiam ajudar a pôr fim em iniciativas ultrajantes como esta”, sugeriu.
O pastor ainda incentivou que a comunidade cristã se manifeste de forma decisiva e atue para barrar a proposta desde já, segundo informações do Charisma News: “Vamos lutar para ter os nomes dos cristãos nas cédulas e trabalhar para fazer a diferença no futuro da nossa nação”, disse ele. “Para o bem dos nossos filhos e netos”, acrescentou, concluindo.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Comunidade no Facebook reúne 4 mil gays evangélicos e mostra crescimento das igrejas inclusivas

Comunidade no Facebook reúne 4 mil gays evangélicos e mostra crescimento das igrejas inclusivas
As igrejas inclusivas, que se dedicam a congregar homossexuais sem pregar contra a prática, vêm crescendo ano após ano no Brasil. Uma amostra disso é uma comunidade no Facebook que reúne 4 mil membros.
A ideia do grupo virtual chamado Namoro Evangélico LGBT é proteger gays e lésbicas contra “mundo lá fora”. Um dos participantes, Douglas dos Santos, 18 anos, se apresenta como um gay evangélico pentecostal.
“Já falaram que eu ia à igreja só por interesse pelo pastor e pelos irmãos”, afirmou Douglas, em entrevista à jornalista Anna Virginia Balloussier, do jornal Folha de S. Paulo.
O jovem frequentador da Assembleia de Deus por muito tempo ouviu que precisava ser liberto, e para isso fazia jejum até de chocolate: “Diziam que se eu jejuasse seria liberto, que [ser gay] era coisa da carne”, contou.
Ao contrário da maioria dos homossexuais assumidos, ele não se sentiu bem em uma igreja inclusiva: “Não tinha o fervor que eu precisava”, afirmou Douglas, que voltou a frequentar os cultos de uma igreja pentecostal.
Já para Simone da Silva, 43 anos, e Márcia Inocêncio, 55 anos, aconteceu justamente o contrário. Como sentiam-se reprimidas em igrejas tradicionais, buscaram um lugar em que se ajustassem e passaram a frequentar a Igreja Cristã Contemporânea (ICC), do casal de pastores gays Marcos Gladstone, 39 anos, e Fábio Inácio, 35 anos (foto).
Simone, mãe de três filhos, sentia-se “ferida por tantas agressões” sofridas em relacionamentos heterossexuais, até que passou a namorar mulheres. Conheceu Márcia, que era frequentadora de uma igreja tradicional, e ouviu do pastor que “tinha que ser Adão e Eva, não Eva e Eva”.
“Fiquei murcha por dentro. Não é possível que Jesus não ame a gente”, afirmou Simone. Márcia, que se esforçava para não externar sua orientação, disse que não se sentia bem na igreja: “Era dificultoso disfarçar [sua orientação sexual]. Procurava sempre fazer escova no cabelo. Camiseta, jamais”, contou.
A frustração das duas as levaram a encontrar a igreja inclusiva de Gladstone e Inácio, que atualmente tem nove templos, espalhados por São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, e três mil membros.
A pregação de ambos é que a Bíblia deve ser interpretada conforme a época que está sendo lida, e argumenta que a passagem de Levítico que considera a homossexualidade como “abominação” como algo que ficou no passado: “A mesma passagem diz que você não pode comer carne de porco, tocar na mulher durante seu ciclo e fazer a barba”, observou Gladstone.
Nos cultos da ICC, mulheres tocam vestidas de terno e gravata, e homens usam camisas brilhantes enquanto dançam com guarda-chuvas coloridos, como num espetáculo de frevo. As celebrações atraem os homossexuais e suas mães e amigos.
Em breve, o casal de pastores gays vai lançar uma versão da Bíblia, comentada, chamada “Graça sobre Graça”, com explicações sobre a homossexualidade, o racismo e o preconceito contra mulheres.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

Angélica e Luciano Huck agradecem a Deus pela vida: “Ontem passamos por um milagre”

Angélica e Luciano Huck agradecem a Deus pela vida: “Ontem passamos por um milagre”
O casal Angélica e Luciano Huck agradeceram a Deus de forma reiterada pelo livramento que receberam no último domingo, 24 de maio, quando o avião em que viajavam sofreu uma pane e fez um pouso forçado num pasto, a 30 KM de Campo Grande (MS).
Em entrevista à jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, Angélica afirmou que considera o dia 24 de maio como a data do novo nascimento de sua família: “Estamos nos recuperando física e emocionalmente. Foi um milagre o que aconteceu. Deus nos salvou. As crianças estão bem e já tiveram alta, graças a Deus! Eu e Luciano passamos a noite fazendo exames e estamos bem. Nada grave, dores de pancada por todo o corpo. O cinto machucou um pouco. Estamos muito emocionados com o dia do nosso renascimento. Nem sei como vou poder agradecer a Deus por salvar minha família”.
Antes de receber alta, o apresentador Luciano Huck divulgou um comunicado e seguiu a mesma linha da esposa, classificando o fato de estarem vivos como um milagre: “Antes de qualquer coisa, queremos agradecer a Deus. Ontem passamos por um milagre, foi uma situação muito difícil a que vivemos. Mas o que importa é que estamos todos bem. As crianças estão ótimas, o que é o mais importante. Eu e Angélica estamos apenas aguardando o tempo de voltarmos para casa”, afirmou.
Luciano acrescentou que estava grato pela manifestação de carinho das pessoas: “Quero agradecer também às milhares de orações que a gente vem recebendo de todos os cantos. É um conforto enorme. Podemos dizer que renascemos e vamos comemorar uma nova data de aniversário: dia 24 de maio”, disse.
Angélica, que também se manifestou por um comunicado, destacou sua gratidão às pessoas que atuaram de forma decisiva durante e depois do acidente: “Também quero agradecer todo mundo que ajudou lá na Santa Casa de Campo Grande, agradecer ao Wilson e à sua esposa, que foram os primeiros a nos acolher e acalmar. E ao piloto, porque ele foi um verdadeiro anjo. E, claro, a todos que estão rezando e torcendo por nós. Estamos muito emocionados com todo esse carinho”, frisou a apresentadora.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Jornalista critica piadas de Lula sobre evangélicos e diz que “o PT é muito mais enganador que o diabo”

A fala de Lula ridicularizando pastores evangélicos, que supostamente, segundo ele, culpariam o diabo por tudo, continua repercutindo. Agora, quem criticou o ex-presidente foi o jornalista Reinaldo Azevedo, que é católico.
Azevedo escreveu um artigo em sua coluna no site da revista Veja dizendo que a resposta dada ao ex-presidente pelo pastor Silas Malafaia foi “exemplar”, e na mesma linha de pensamento, afirmou que “o mensalão, o petrolão, o dossiê dos aloprados, essas sem-vergonhices todas, não são obras do diabo, mas do PT”.
“O diabo, Lula, é mais ambicioso e, à sua maneira, mais sofisticado do que o partido. Ele quer almas; o PT quer dinheiro; o diabo quer a renúncia a Deus; o PT se contenta com a adesão de antigos inimigos; o diabo exige uma conversão sincera — é a moral do mal —; o PT se contenta com o apoio dos oportunistas”, disparou Azevedo.
Para o jornalista, a piada de mau gosto feita pelo ex-presidente é “uma simplificação grosseira, estúpida”, da religião cristã e afirmou que o Partido dos Trabalhadores consegue ser pior do que o próprio diabo “em muitos aspectos”.
“O PT é muito mais enganador e trapaceiro do que o diabo. É mais vigarista também. O diabo exige a conversão ao mal em troca de benefícios; o PT tenta provar que a lambança é o único caminho virtuoso que pode conduzir ao bem. O diabo, Lula, que deve ser evitado de todas as formas, consegue ser ainda mais sincero do que o petismo, compreende?”, criticou.

Ao final, Azevedo disse que esse episódio deve ficar como uma lição: “Espero que os evangélicos, de todas as denominações, tenham entendido o que Lula realmente pensa sobre sua fé”, concluiu.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

“Deus ajudou”, diz piloto sobre pouso forçado de avião que transportava Angélica e Luciano Huck

“Deus ajudou”, diz piloto sobre pouso forçado de avião que transportava Angélica e Luciano Huck
O acidente aéreo envolvendo os apresentadores Angélica e Luciano Huck não se transformou em tragédia por intervenção divina, segundo o piloto da aeronave, Osmar Frattini.
Uma pane em um dos motores fez o avião Embraer 820C, matrícula PT-ENM, perder altitude, o que motivou a decisão da tripulação – piloto e copiloto –  em fazer um pouso de emergência numa área de pasto.
Com apenas um dos motores funcionando, o piloto avisou à torre de controle e ao esquadrão de resgate da Força Aérea Brasileira (FAB) que iria buscar uma área plana onde pudesse fazer um pouso de emergência, pois estava a dez minutos do aeroporto de Campo Grande (MS).
Ao encontrar o local, Frattini optou por desligar o motor que restava e não acionar o trem de pouso da aeronave. O piloto temeu que, com o motor funcionando, houvesse uma explosão no momento do impacto com o solo, e com o trem de pouso baixado, o avião pudesse capotar já que a aterrissagem era feita num pasto, e não em uma pista.
“Quando o avião pousou, foi preciso retirar todo mundo às pressas porque cheirava combustível”, relatou Lucilene Vaz, esposa do piloto. “A preocupação dele era principalmente com as crianças. Ele precisou ter calma […] Ele pediu ajuda para o pessoal da fazenda. Acho que foi um milagre. Todo mundo tem que agradecer a Deus”, acrescentou.
Segundo Lucilene, o piloto sentia dor do peito, por causa do impacto contra o manche da aeronave, e tinha pequenos ferimentos na cabeça e na perna. “Mas, ele está bem”, tranquilizou.

Desespero

Lucilene afirmou ainda que a apresentadora Angélica se desesperou no momento que seu marido anunciou que seria necessário fazer um pouso de emergência: “Na hora que ele avisou que ia ter que fazer o pouso forçado, a Angélica se desesperou e gritou muito”, contou, de acordo com informações do site Diário Digital.
A equipe de resgate ressaltou a perícia do piloto ao tomar decisões cruciais para o sucesso do pouso forçado: “Ele já procurou um espaço para que ele pudesse fazer o pouso de emergência. Você vê que aqui é uma região bastante acidentada, ele conseguir esse espaço e fazer esse procedimento é algo de bastante perícia”, disse o capitão do Corpo de Bombeiros Silvio Romero, lembrando que a aeronave sobrevoava a região da Serra de Maracaju no momento da falha mecânica.
O capitão do Exército Mauro Pascale, que atuou na operação de resgate, também elogiou o piloto: “Ele conseguiu aí fazer um pouso forçado, vamos dizer, com sucesso, e dado aí a energia envolvida no acidente aeronáutico, tenho certeza aí que foi uma sobrevida, uma segunda chance para esses tripulantes, passageiros e o piloto foi muito bem na operação dele, com certeza”.
O avião, que pertence à empresa Mato Grosso do Sul Taxi Aéreo, está com documentação regularizada e com manutenção válida até o dia 12 de junho, de acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

“Deus ajudou”

Na chegada ao hospital, o piloto Osmar Frattini concedeu uma rápida entrevista à repórter do programa Fantástico, da TV Globo, e contou que acreditava numa intervenção divina para o sucesso do pouso.
Piloto: Deus ajudou.
Repórter: Mas por que o senhor não baixou o trem de pouso?
Piloto: Porque se baixar o trem de pouso, já complica.
Repórter: Mas o que aconteceu?
Piloto: Uma pane.
Logo após a chegada ao hospital do casal de apresentadores, seus três filhos e as duas babás que estavam no avião, a Santa Casa de Campo Grande informou que todos foram submetidos a exames de tomografia e raio-x.
Luciano Huck caminhava com dificuldades e sentia dores, o que levantou suspeita de fratura em uma vértebra. Sua esposa chegou em uma maca, e os médicos suspeitavam de uma fratura na bacia. Um dos filhos do casal teve um corte no rosto.
Após os primeiros atendimentos, eles foram transferidos para uma base aérea em Campo Grande, onde embarcaram para São Paulo em dois aviões UTI móvel. Na chegada à capital paulista, foram diretamente para o Hospital Israelita Albert Einstein, onde foram submetidos a uma bateria de exames.
Por Tiago Chagas / via gorpelmais.com

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Pastor alerta Obama: `Sua hostilidade em relação a Israel vai trazer maldição para os EUA´

`O presidente Obama está brincando com fogo, e ele está arrastando cada cidadão americano com ele para a cova do inferno´, afirma Mat Staver.

Pastor alerta Obama: `Sua hostilidade em relação a Israel vai trazer maldição para os EUA´

Em um tratado finalizado na última quarta-feira (13), o Vaticano reconheceu oficialmente o "Estado da Palestina". Em seguida, o presidente dos Estados Unidos Barack Obama afirmou apoio à independência palestina na quinta-feira (14), após um encontro com líderes árabes do Golfo.
“Continuo acreditando que a solução de formar dois Estados é absolutamente vital, não só para a paz entre israelitas e palestinos, mas para a segurança a longo prazo de Israel como um Estado democrático e judaico”, disse Obama.
O novo governo de Israel tem sido pressionado com o reconhecimento oficial da Palestina. 
"O presidente Obama deve odiar os Estados Unidos, porque sua hostilidade em relação a Israel vai trazer uma maldição para nosso país", disse o pastor Mat Staver, fundador e presidente do Liberty Counsel (Conselho de Liberdade, em tradução livre). "Nenhuma nação que se opôs a Israel ou tomou a terra dos judeus sobreviveu. Babilônia, Pérsia, Roma, e a Alemanha nazista acabaram, mas Israel e o povo judeu permaneceu", Staver ressalta.
"O presidente Obama está brincando com fogo, e ele está arrastando cada cidadão americano com ele para a cova do inferno", continuou Staver. "Tenho vergonha de um presidente que sentaria ao lado aqueles que odeiam Israel. Este ato de rebelião por Obama é infantil e perigoso. O desejo da morte do presidente Obama não é compartilhado pelo povo dos Estados Unidos."

Fonte: Guia-me / com informações Charisma News e Notícias Online | 21/05/2015 - 12:00

Igrejas Batistas passam a permitir que seus missionários manifestem o dom de línguas


A Convenção Batista do Sul, nos Estados Unidos, decidiu derrubar a proibição a seus líderes de orarem e/ou falarem em línguas. A medida estava em voga desde 2005, quando uma diretriz da Junta de Missões Mundiais proibiu a prática para missionários.
A discussão teológica em torno do assunto é antiga e controversa. Entre muitas igrejas protestantes históricas, o entendimento é que a manifestação do dom de línguas foi limitada aos apóstolos que viveram nos anos posteriores à ascensão de Jesus ressurreto aos céus. Para estes, o derramar do Espírito Santo em Atos foi um evento específico para aquela época.
A partir desse entendimento, a Convenção Batista do Sul resolveu proibir a prática do que chamam de glossolalia em suas igrejas, como forma de se diferenciar de outras denominações pentecostais e carismáticas.
Na última quarta-feira, 13 de maio, foi decidido que vocacionados para missões que se candidatarem à função não serão mais desclassificados se afirmarem que oram em línguas espirituais.
“Em muitas partes do mundo, essas experiências carismáticas são normativas”, disse Bill Leonard, professor de história da igreja em Wake Forest Divinity School, justificando o porquê da mudança de postura. “Os grupos religiosos que se opõem a eles ficam para trás evangelisticamente”, acrescentou, em entrevista ao Religion News Service.
“Se alguém dissesse que orou em línguas, era automaticamente desclassificado, para ser honesto”, disse o pastor Wade Burleson, um dos que se opunham à proibição.
No entanto, a revisão da regra não significa que os missionários que não recebem o dom não serão mais selecionados para o campo. O Conselho de Missões ressaltou que continuará reprovando os missionários que apresentam “ênfase persistente em um dom específico do Espírito como normativa para todos ou para a extensão”, pois essa doutrina “se torna perturbadora”. Não é raro encontrar igrejas pentecostais ou neopentecostais que condicionam o reconhecimento do batismo com o Espírito Santo à manifestação do dom de línguas.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

Pastores da Assembleia de Deus são investigados por escândalo envolvendo agiotagem

Pastores da Assembleia de Deus são investigados por escândalo envolvendo agiotagem
Dois pastores da Assembleia de Deus estão envolvidos em um escândalo político que envolve agiotagem, corrupção e ameaças de morte. Ronan Feitosa de Lima e Gilmar Olarte são alvos de uma investigação do Ministério Público.
O caso foi exposto em rede nacional no último domingo, no programa Fantástico, da TV Globo. Lima e Olarte são pastores da Assembleia de Deus Nova Aliança, e o segundo é o atual prefeito de Campo Grande (MS).
De acordo com investigações, o escândalo teria tido início na campanha eleitoral de 2012, quando Olarte (PP) era candidato a vice na chapa de Alcides Bernal (PP), que terminou cassado em março de 2014.
O pastor Lima, que era assessor da prefeitura de Campo Grande e trabalhou na campanha de Olarte, é a pessoa acusada de pegar cheques de pessoas interessadas em ajudar a eleger o prefeito como vice, em troca de vantagens na administração municipal.
“Ele pegava folhas de cheque em branco. Essas folhas de cheque normalmente eram trocadas junto a agiotas, mediante pagamento de juros. E aos titulares desses cheques, ele prometia que eles iriam ser beneficiados com cargos públicos e contratos com a administração”, explica o promotor Marcos Alex Vera de Oliveira.
Os cheques em branco, somados, dariam aproximadamente R$ 1 milhão, segundo apurado pela reportagem dos jornalistas Maurício Ferraz e Rodrigo Vaz. Quando os cheques eram descontados, alguns não tinham fundos, e outros, sim. Dessa forma, o prejuízo começou a incomodar as duas partes envolvidas pelos pastores: os agiotas e os apoiadores que haviam emprestado as folhas em branco.
“Nós temos muita tranquilidade em relação a esse assunto. Infelizmente o moço, ele se enrolou com cheques trocados em agiotas e aí depois deu problema. Ele era assessor da prefeitura. Quando eu assumi, ele foi exonerado”, defendeu-se o pastor e prefeito.
Diversas vítimas e um agiota confirmaram que quem fazia o contato era o pastor Ronan Feitosa de Lima, em nome de Gilmar Olarte. Uma gravação de uma ligação de um dos agiotas ao prefeito mostra que, quando Olarte assumiu a prefeitura, prometeu resolver a situação.
Porém, Olarte nega, e diz que sua fala seria no sentido de acalmar os ânimos, porque já haviam acontecido ameaças de morte.
“Durante a investigação se percebe claramente que o prefeito se compromete a pagar esses valores a esses credores. E que isso não é uma postura de uma pessoa que não se beneficiou de recursos”, explica o promotor de Justiça.
O prefeito, no entanto, nega: “Não, eu não disse que ia pagar dívida. Eu disse que ‘tenha calma, vamos ver se dá para resolver’ por causa das ameaças de morte que a gente sabia para o ex-assessor”, diz. O pastor Ronan Feitosa de Lima não quis gravar entrevista.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Pastor ganha carro de luxo de fiéis como presente de aniversário e recebe críticas nas redes sociais

Pastor ganha carro de luxo de fiéis como presente de aniversário e recebe críticas nas redes sociais
Um pastor pentecostal porto-riquenho exibiu em sua página no Facebook uma foto do carro que os fiéis da denominação que ele dirige deram a ele de presente: uma Mercedes-Benz.
O líder da Igreja Fé e Graça publicou a foto ao lado, quando ele e sua esposa deixaram o templo para curtir o esportivo. Vários fiéis, sorridentes, fotografam o casal e o belo carro conversível.
Segundo informações obtidas pelo site El Nuevo Dia, o líder da denominação sediada em Dallas, Texas (EUA), recebeu o veículo como presente por seus 64 anos de idade. A entrega do carro incluiu um grande laço vermelho no capô.
O pastor Rodolfo Font agradeceu aos fiéis da igreja pelo luxuoso presente com uma publicação no Facebook: “Eu tenho sido um pastor por quase 42 anos. E agora a bela congregação da Fé e Graça me surpreendeu com este belo presente, uma Mercedes-Benz. Estou sem palavras. Mas agradeço a todos os meus filhos através deste ato de amor e reconhecimento. Especialmente meu filho pastor Martin Gonzalez por se juntar ao profeta Pimentel e motivar a congregação inteira para este presente”, escreveu Font.
Como não poderia deixar de ser, a reação dos demais internautas na rede social foi de desaprovação à ostentação, e muitas comparações com outros líderes evangélicos foram feitas, como por exemplo, a apóstola chamada Wanda Rolon, que alegou ter recebido uma profecia de um pastor norte-americano que teria um jato particular.
Rodolfo Font é um pastor influente na comunidade latina no Texas e é um dos fundadores da Torre de Oração e do Museu da Bíblia, um edifício que pode ser visto de vários pontos da cidade de Dallas.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

Nomeação de filha de pastor da Universal como assessora no Ministério do Esporte causa polêmica

Nomeação de filha de pastor da Universal como assessora no Ministério do Esporte causa polêmica
O ministro do Esporte, George Hilton (PRB-MG) nomeou a filha de um pastor da Igreja Universal do Reino de Deus para ser coordenadora de infraestrutura de sua pasta.
Hilton, que é pastor licenciado da Universal e foi reeleito para seu terceiro mandato como deputado federal em 2014. Em janeiro deste ano, foi nomeado por Dilma Rousseff (PT) para comandar o Ministério do Esporte, ocupando a cota do PRB no governo, que antes era exercida por Marcelo Crivella (RJ) no Ministério da Pesca.
A nomeação de Waleska Bondade Lima, 18 anos, causou bastante polêmica. Ela cursa o primeiro ano de uma faculdade de Direito em Brasília, e seu pai, Wagner Lima, é pastor da Igreja Universal e amigo do deputado distrital Júlio Ribeiro (PRB), que o apresentou ao ministro Hilton.
A jovem recebia um salário de R$ 4.700,00, além de benefícios e verbas indenizatórias para atuar como coordenadora de infraestrutura da Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento, segundo informações do portal Uol.
No entanto, a divulgação da nomeação da jovem no dia 17 de abril causou enorme repercussão, e no último dia 13 de maio, Waleska pediu exoneração do cargo.

Miss

A indicação da filha de um pastor colega de denominação não foi a única contratação de Hilton à frente do Ministério do Esporte que causou polêmica.
A modelo Cibele Mazzo, que já foi miss da comunidade brasileira nos Estados Unidos em 2010, foi nomeada pelo ministro como assessora da Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor, com um salário de R$ 8.554,70.
Formada em administração, Cibele Mazzo vinha trabalhando como modelo e atriz até a nomeação no ministério, e sua indicação teria sido feita pelo secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor, Rogério Hamam (PRB-SP).
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

sábado, 16 de maio de 2015

Apóstola cobra dízimos de prefeito depois de ter orado por sua recondução ao cargo

Apóstola cobra dízimos de prefeito depois de ter orado por sua recondução ao cargo
Uma líder evangélica está cobrando do prefeito de Bogotá, Colômbia, os dízimos de seus salários por causa de uma oração feita por ela quando ele enfrentava problemas com a Justiça Eleitoral do país.
Lilia Inés Travecedo, que se apresenta como apóstola da igreja Sua Casa Sou Eu, afirmou que recebeu ordens divinas de cobrar o dízimo do prefeito Gustavo Petro, como forma de pagar as “bênçãos recebidas”, ou seja, sua reintegração ao cargo.
“Deus lhe mandou cobrar o dízimo”, disse a apóstola, que assegura que somente com suas orações foi possível que Petro fosse reintegrado ao cargo depois da destituição feita pela Justiça Eleitoral em dezembro de 2013.
“O único que recebeu a bênção que Deus te deu através de mim foi você”, afirmou Travecedo, em entrevista ao programa Noticias RCN, dirigindo-se ao prefeito. “O Senhor foi quem me mandou cobrar os dízimos”, acrescentou.
A pastora já havia cobrado o pastor por outros meios, inclusive cartas, onde cobra também $ 1,8 milhão de pesos colombianos (o equivalente a R$ 2.300,00 com a cotação de hoje, 15 de maio), com prazo de dois meses para quitação.
Como não obteve resposta, Travecedo adicionou juros e mora, e a “dívida” do prefeito passou a ser de $ 3 milhões de pesos colombianos (R$ 3.900,00), além de publicar uma carta-aberta ao prefeito no Facebook, o que gerou enorme repercussão entre os fiéis e cidadãos colombianos.
Não bastasse isso, a apóstola ainda pintou um quadro, com uma paisagem que teria sido inspirada por “vozes”, que a orientaram a vender ao prefeito pelo equivalente a R$ 18.200,00. Travecedo enviou o quadro ao prefeito sem perguntar se ele queria, e como o despacho não foi aceito pelo destinatário, foi devolvido à apóstola artista.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

Globo decide antecipar final de Babilônia para reduzir fracasso de audiência da novela

Globo decide antecipar final de Babilônia para reduzir fracasso de audiência da novela
Insatisfeita com a média de audiência da novela Babilônia, a TV Globo decidiu encurtar a vida do projeto e eliminou 18 capítulos, antecipando seu final para o dia 28 de agosto.
A decisão se dá pela baixa média de audiência que a novela vem mantendo: 25 pontos na Região Metropolitana de São Paulo, área considerada vitrine pelo mercado publicitário.
Para os padrões a que a Globo se acostumou com suas novelas das 21h00, a audiência de Babilônia é pífia. Sua antecessora, Império, fechou com média de 32,8 pontos, e já era considerada a segunda pior da história da emissora, que nos últimos anos vinha registrando 38.
Babilônia desagradou boa parte do público que acompanha novelas na Globo desde o início, quando exibiu um beijo entre duas personagens lésbicas e mostrou uma das protagonistas como ninfomaníaca.
Em retaliação ao beijo gay, o público evangélico iniciou um boicote à novela, organizado pelas redes sociais. Ao mesmo tempo, a TV Record colocou no ar uma “novela bíblica”, e cresceu mais de 80% na audiência, interferindo até nos números do Jornal Nacional.
Desde então, a Globo vem tomando medidas para contornar a situação, aplicando leves mudanças visuais na novela, determinando a mudança de foco em personagens secundários e suspendendo a repetição de cenas de carícia entre as personagens lésbicas.
Para dar ritmo à trama, a emissora escalou o escritor Silvio de Abreu para reeditar 12 capítulos, e o resultado foi a supressão de seis deles, com cortes de cenas e diálogos considerados desnecessários.
De acordo com o jornalista especializado em TV Daniel Castro, a média de audiência de Babilônia é a pior de uma novela da Globo desde a década de 1960.
Por Tiago Chagas / via gospelmais.com.br

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Pesquisa comprova queda no número de cristãos nos EUA e crescimento de ateus

Pesquisa comprova queda no número de cristãos nos EUA e crescimento de ateus
Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos confirmou uma tendência que vem sendo notada nos últimos anos: o número de pessoas que se definem como “sem religião” está crescendo.
O levantamento, realizado pelo instituto Pew Research Center, mostra que entre os adultos, o número de cristãos norte-americanos está caindo, enquanto os ateus e agnósticos cresceu entre os anos de 2007 e 2014.
As pessoas que se encaixam no perfil dos “sem religião” subiu de 16,1% em 2007 para 22,8% no ano passado, um crescimento de 6,7%. A margem de erro da metodologia escolhida pelo Pew Research Center é de 0,6 em ambos os sentidos.
No mesmo período, o número de adultos cristãos registrou queda de 7,8%, enquanto os adeptos de judaísmo passaram de 1,7% para 1,9%. Já no islamismo, os fiéis cresceram de 0,4% para 0,9%, um aumento superior a 100% em sete anos.
Dentre as denominações cristãs mais conhecidas, a única que registrou aumento no número de fiéis foi a Testemunhas de Jeová, que subiu 0,1%, chegando a 0,8%.
As entrevistas foram feitas pelo instituto por telefone, com 35.071 adultos, entre os dias 04 de junho e 30 de setembro de 2014.
Dentre os “sem religião”, ateus e agnósticos somam 31%, contra 25% em 2007. Os que não aderem a nenhuma filosofia, identificados como pessoas que não dão importância para a religião, são 39% do grupo.
Segundo estimativas do instituto, os adultos sem religião chegaram a 56 milhões de pessoas nos Estados Unidos, um crescimento de 19 milhões em sete anos. Destaca-se o fato de que esse grupo soma um número maior do número de fiéis das denominações luterana, metodista unida e episcopal.
“Agora é impossível a um ateu achar que está sozinho no mundo”, disse David Silverman, presidente da associação Ateus Americanos.
Fonte: CPADNews

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Novo terremoto no Nepal revive debate sobre enterro de cristãos.

Novo terremoto no Nepal revive debate sobre enterro de cristãos

Terremoto, de magnitude 7,3, mata ao menos 37 pessoas e fere outras 1.066, nesta terça-feira

Novo terremoto no Nepal revive debate sobre enterro de cristãos
Em meio às tentativas do país de se recuperar do primeiro terremoto, ocorrido no final de abril, e que deixou mais de 17.800 feridos, além de destruir milhares de imóveis e monumentos, na terça-feira (12), foi registrado outro terremoto na região.
Nesta terça-feira (12), outro forte terremoto, de magnitude 7,3, atingiu o Nepal, matando ao menos 37 pessoas e ferindo 1.066, segundo a agência de notícias Reuters. Prédios e estruturas que estavam danificadas pelo terremoto de 25 de abril – que matou 8 mil pessoas no país – foram destruídos.
Segundo a rede CNN, 29 pessoas morreram no novo tremor – que teve epicentro 68 km a oeste da cidade de Namche Bazaar, perto do Monte Everest e da fronteira com o Tibet, segundo o Serviço Geológico dos EUA.
O primeiro terremoto ocorreu na manhã de sábado, 25 de abril, momento em que muitos serviços religiosos cristãos estavam ocorrendo. Muitos dos cerca de 150 cristãos atingidos morreram quando os edifícios em que estavam reunidos entraram em colapso. O novo abalo sísmico ocorre 16 dias após este, que foi o pior terremoto no Nepal desde 1934. Desde então, o esforço de socorro se voltou para encontrar as 400 pessoas desaparecidas.
A tragédia revive um debate em curso sobre os rituais de sepultamento. Os cristãos são minoria no Nepal, e representam 3% da população. Eles são a favor de enterrar seus mortos, enquanto a maioria hindu prefere a cremação.
Em 2013, as autoridades anunciaram um plano para estabelecer cemitérios oficiais para os cristãos, que triplicaram em número, desde que a monarquia hindu foi abolida em 2006. Porém as tensões entre ambos os grupos religiosos não se resolveram.
"Quando um cristão morre, não há (ainda) um cemitério oficial. Então, quando uma pessoa morre, nós temos que nos apressar e, secretamente, temos de levar [o corpo] para a selva onde ninguém possa ver. Não há segurança alguma para que possamos enterrar nossos mortos. Às vezes, hindus vêm e nos agridem", disse Sundar Thapa, da Federação dos Cristãos Nacionais do Nepal.
CPADNews / Fonte: Christianity Today e Estadão

Ministério Público vai investigar queima de Bíblia em Universidade do Acre

Ministério Público vai investigar queima de Bíblia em Universidade do Acre

Fatos serão apurados para saber quem foram os autores e eles serão responsabilizado

Ministério Público vai investigar queima de Bíblia em Universidade do Acre
A queima de um exemplar da Bíblia durante um evento na Universidade Federal do Acre (Ufac) será investigada pelo Ministério Público do Estado do Acre (MP-AC) que instaurou um inquérito para averiguar os fatos.
O promotor Marco Aurélio Ribeiro, da Promotoria Especializada de Defesa de Direitos Humanos, assinou a portaria publicada no Diário Oficial do Estado nesta segunda-feira (11) confirmando a abertura do inquérito.
O objetivo da ação é buscar “esclarecimento do fato objeto da investigação e identificação precisa dos autores, bem como para o exercício das atribuições inerentes às funções institucionais do Ministério Público, deverão ser colhidas todas as provas permitidas pelo ordenamento jurídico, tais como depoimentos, certidões, relatórios e documentos”.
O promotor fez algumas considerações na abertura do inquérito, entre elas a garantia da liberdade de religião e o respeito a essa garantia. “A religião constitui um dos elementos fundamentais em sua concepção de vida e que, portanto, a liberdade de religião deve ser integralmente respeitada e garantida”.
A queima da Bíblia aconteceu no dia 30 de abril durante um evento de ateus dentro do campus da Ufac. O ato fez parte da apresentação da banda Violação Anal, cujo vocalista, Roberto Oliveira da Silva, 29 anos, conseguiu autorização do organizador do evento, Felipe Zanon, para queimar a Bíblia em protesto contra as mortes já realizadas na história mundial.
O deputado federal pastor Marco Feliciano ficou ciente dos fatos e resolveu enviar um ofício para a Polícia Civil do Acre, o secretário responsável pelo órgão, Carlos Flávio Portela, recebeu o documento e instaurou o inquérito na Delegacia da 4ª Regional de Rio Branco.
“O delegado vai requisitar imagens, identificar os autores do pretenso crime, chamar testemunhas. Inclusive, se ficar comprovado a participação de mais de uma pessoa no vilipêndio praticado, todos responderão nos termos no artigo 208, cuja pena não supera 1 ano de detenção”, disse o secretário.
Fonte:CPADNews